10 erros a evitar ao fim de alguns anos de casamento

Aprenda com o passado para melhorar o seu futuro.

Fazer uma relação durar muitos anos nunca é algo fácil. Mesmo aos casais mais apaixonados é exigido que continuem a “trabalhar” para manter um casamento saudável. Após muitos anos de convivência pode ser particularmente complicado manter a chama inicial acesa. A rotina, o trabalho e todos os encargos associados a uma vida de casal pode levar a que se desvalorize um pouco o relacionamento.

Não são apenas as infidelidades, ou outro tipo de graves grandes transgressões, que podem arruinar uma relação e quebrar a confiança. De acordo com os especialistas alguns gestos e atitudes mais pequenos podem igualmente contribuir negativamente para o sucesso de um casamento.

Desde a invasão da privacidade até à definição irrealista de expectativas, estes são os 10 principais erros que ninguém com mais de 50 deve cometer, de acordo com os especialistas.

  1. Não fazer o seu parceiro sentir-se especial

É natural que após algum tempo em conjunto, nem todos os dias o seu parceiro lhe faça sentir exatamente como se sentia no início. No entanto, e independentemente da sua idade, não deve nunca esquecer de demonstrar o seu amor e o quanto a outra pessoa significa para si.

Seja romântico, continue a ir jantar fora e a fazer planos enquanto casal. Caso contrário pode estar a contribuir para o vosso afastamento.

  1. Não falarem de dinheiro

De acordo com a especialista Lisa Rogers, “os problemas relacionados com o dinheiro são uma das causas principais de divórcio”. É assim importante que o casal fale sobre este tema. Não esconda compras avultadas. Analisem em conjunto os vossos objetivos financeiros para o futuro.

  1. Espiar o parceiro

Ir investigar os emails e mensagens do seu parceiro é não só uma enorme violação da privacidade do outro, como também uma enorme quebra de confiança da relação. O mais provável é que pode encontrar muitas coisas que irá interpretar negativamente, sem entender o contexto. Deve confiar no seu parceiro e não sentir necessidade de o espiar. Caso não confie, então o melhor é conversarem sobre o assunto.

  1. Não falarem quando surge um problema

Provavelmente não será recomendado que esteja constantemente a identificar todas as coisas que não gosta que o seu parceiro faça ou diga. Mas se deixar alguns assuntos mais graves, que o afetem, sem resolução então é normal que isso possa gerar um grande ressentimento. Nestes casos a comunicação é essencial. Tente discutir o tema logo no início e não deixe que isso se torne em algo maior.

  1. Ser demasiado co-dependente

Um casal deve funcionar como uma equipa. Isso não significa que devam estar absolutamente dependentes um do outro para fazer tudo e qualquer coisa. Deve ser capaz de encontrar um balanço saudável. De acordo com os especialistas as relações mais saudáveis são aquelas que conseguem conjugar a necessidade de existirem em conjunto com a necessidade de cada um ter o seu próprio espaço. Ter interesses e objetivos autónomos é crucial para uma qualquer relação.

  1. Ou não necessitar do seu parceiro para nada

Dito isto, ser demasiado auto-suficiente pode igualmente ser um problema. Ao mostrar que consegue obter satisfação e gratificação em atividades que não envolvem o seu parceiro pode estar a fazer com que ele não se sinta desejado ou necessário. Esteja atento a esta situação. Tente sempre demonstrar o quão importante é o seu parceiro e procure inclui-lo em certos planos ou atividades relevantes para si.

  1. Menosprezar as relações sexuais

É natural que após alguns anos de relação, o sexo possa já não ser tão entusiasmante. A chama inicial desvanece e muitos acreditam que nada se pode fazer para evitar que a relação sexual acabe por ficar menos interessante. Ora, deve tentar ao máximo evitar esta situação. “O sexo é uma parte importante em qualquer relação e é uma forma dos dois parceiros se conectarem”, refere a especialista.

Fale abertamente com o seu parceiro sobre os seus desejos e necessidades. Uma boa comunicação irá ajudar a dinamizar a sua relação sexual, cada um será capaz de encontrar formas criativas de obter satisfação.

  1. Fazer comparações com outros casais

Pode definir objetivos de relação e metas que deseja conquistar em conjunto com o seu parceiro. No entanto deve sempre ser algo flexível e sobretudo não deixar que o exemplo dos outros influencie demasiadamente as expectativas que tem para a sua relação. Todos os casais são diferentes, todas as necessidades e situações são únicas.

  1. Assumir certas coisas como garantidas

Ao longo da relação é habitual que os gestos mais pequenos acabem por já não parecer tão especiais. É fácil aceitar como garantido os jantares preparados pelo outro ou os beijinhos de despedida todas as manhãs. Até pequenos gestos como dizer “por favor” ou “obrigado” são importantes para assegurar que nunca deixa de demonstrar a importância e o valor que o outro tem para si.

  1. Esperar demasiado tempo antes de pedir ajuda profissional

É certo que pode ser desconfortável para alguns casais ter que pedir ajuda a um terapeuta para resolver alguns dos problemas principais que estejam a afetar o casal. No entanto por vezes esta pode ser uma solução extremamente eficaz e relevante. Ao ignorar os problemas e conflitos, apenas os estará a tornar piores.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...