3 técnicas (eficazes) para controlar a sua raiva

Esta é uma forte e negativa emoção que nos prepara para uma necessidade primitiva de lutar ou escapar.

Para muitas pessoas a raiva é uma emoção frequente. Esta surge sempre que identificamos uma qualquer ameaça ou um tratamento menos justo, que interfere com os nossos planos. Sendo certo que habitualmente esta raiva é dirigida aos outros, pode também ser pessoal.

Muitas emoções negativas – como a tristeza, a vergonha ou o medo – aumentam a nossa vontade de fugir e de nos escondermos. A raiva, por outro lado, tende a estimular um maior confrontamento. Caso não sejamos capazes de controlar estas emoções, podemos perder facilmente o controlo.

Para lidar de uma forma saudável com a raiva que pode sentir é importante encontrar um equilíbrio. Não a podemos ignorar e deixar acumula no nosso interior. Todavia também não a podemos expressar descontroladamente. Fundamentalmente devemos encontrar estratégias que nos ajudem a contextualizar as situações e aliviar o impacto negativo que estas nos podem causar.

Eis algumas técnicas simples, mas altamente eficazes, que poderão ajudar ao longo deste processo.

 

  1. Um caderno para a raiva

A escrita pode ajudar-nos a entender melhor as nossas emoções e frustrações. Colocar por escrito e explicar o que estamos a sentir de forma detalhada é um exercício que gera um relaxamento imediato. Procure explorar os temas que são mais sensíveis e que são as principais causas de raiva na sua vida. Contextualize-os e procure encontrar soluções para os resolver.

 

  1. Aprenda a gerir os pensamentos mais raivosos

Ao invés de concentrar toda a sua energia negativa num qualquer elemento que está a interferir com os seus objetivos, procure em alternativa refletir sobre o que poderá você fazer para melhorar ou alterar a situação. Ganhe uma perspectiva mais proativa e menos reativa.

 

  1. Comunique de forma saudável

Muita da raiva que sentimos tem a sua origem num sentimento de incapacidade. Procure antes reforçar a sua assertividade no contacto com os outros. Aprenda a definir limites claros e esteja atento a forma como outros estímulos o podem fazer sentido. Não permita o acumular de certas emoções preocupantes, que possam mais tarde resultar numa manifestação de raiva.

 

 

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
Loading...