7 exames médicos (muito importantes) que deve fazer depois dos 50 anos

A forma como envelhece depende dos cuidados que tem com a sua saúde. Como tal, é importante dar especial atenção a diversos exames e doenças que podem surgir com o avançar da idade. Há rastreios essenciais que devem ser pensados e equacionados, se pretende manter uma boa saúde e uma melhor qualidade de vida. Saiba quais são os exames essenciais para homens e mulheres a partir dos 50 anos.

1- Hipertensão

A hipertensão aumenta o risco de enfarte ou de ataque cardíaco. Por esta razão, é essencial fazer o acompanhamento da pressão arterial sempre que visita o seu médico ou, pelo menos, uma vez por ano.  Este é um teste básico e todas as pessoas com mais de 40 anos ou aqueles que têm fatores de risco, como a obesidade, devem realizar um exame periódico para sua maior segurança.

2- Cancro do pulmão

A realização de uma tomografia computorizada de baixa dose pode ser aconselhada a adultos com idade entre os 55 e 80 anos, que são fumadores atuais ou antigos. Como o rastreio pode produzir falsos positivos e levar a testes invasivos de acompanhamento, o melhor é discutir cuidadosamente os benefícios e riscos com o seu médico primeiro.

3- Osteoporose

O DEXA é um teste não invasivo que mede a densidade óssea e sinais de osteoporose, cuja realização é indicada pela Direção-Geral da Saúde (DGS) para mulheres com idade superior a 65 anos e homens com mais de 70 anos de idade.

Também podem requerer a realização do DEXA: as mulheres posmenopáusicas com idade inferior a 65 anos e os homens com mais 50 anos, se apresentarem «1 fator de risco major ou 2 minor»; assim como, as mulheres premenopáusicas e os homens com idade inferior a 50 anos, se «existirem causas conhecidas de osteoporose (OP) secundária ou fatores de risco major». O tempo para a repetição deste teste pode depender da idade do paciente ou dos resultados do teste anterior.

4- Cancro colorretal

A colonoscopia é o teste mais reconhecido para identificar esta doença, mas não tem necessariamente de ser a única. Existem outras opções, incluindo testes fecais em casa (um teste baseado em DNA pode ser feito a cada três anos) ou uma tomografia computadorizada virtual – em cada 5 anos – e não invasiva, que também são eficazes. Em todo o caso, qualquer resultado positivo pode ser acompanhado por uma colonoscopia. Uma sigmoidoscopia é outro exame possível – no mesmo intervalo da tomografia computadorizada virtual – mas, ao contrário da colonoscopia, apenas examina a parte inferior do cólon.

Todos os adultos, com idade entre os 50 e 75 anos, podem programar a sua colonoscopia a cada 10 anos. Depois disso, é uma decisão para ser tomada entre si e o seu médico, mas saiba que os riscos da colonoscopia aumentam com a idade, por isso as pessoas na extremidade superior da faixa etária recomendada (75 anos) podem estar em melhor situação com um teste não invasivo.

5- Diabetes tipo 2

O teste de A1C, que não requer jejum e mede o nível médio de glicose no sangue nos últimos três meses, ou de glicemia de jejum, que requer jejum e é um instantâneo no tempo, é um exame recomendado para adultos entre os 40 e os 70 anos que tenham excesso de peso ou sejam obesos.

Todavia, alguns fatores de risco – incluindo um histórico familiar de diabetes – podem levar a que este teste seja recomendado mais cedo ou com um índice de massa corporal (IMC) mais baixo.

6- Cancro da mama

Para as mulheres, o mamograma pode passar a ser uma realidade anual a partir dos 50 anos. O médico norte-americano Sterling Ransone, num comentário aos resultados de um estudo (link) diz que ainda «há poucas evidências para avaliar os riscos e os benefícios das mamografias em mulheres com 75 anos ou mais», mas, geralmente, se uma mulher idosa tiver bem de saúde, «realizar um mamograma ainda pode ser uma boa ideia», avisa o especialista.

https://jamanetwork.com/journals/jama/fullarticle/2463262

7- Aneurisma da aorta abdominal

O teste aconselhado a homens de 65 a 75 anos que já fumaram é um ultrassom da aorta abdominal, na área do estômago. Se for um homem nessa faixa etária, mas que nunca fumou, pode conversar com o seu médico para saber se o teste pode ser apropriado por outras razões, como a história da sua família. Também não há evidências suficientes para saber se este teste pode ser recomendado para as mulheres, que fumam ou já fumaram, nessa mesma faixa etária.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Lego lança minissérie no YouTube
Automonitor
Portugal a caminho de bater recorde de produção anual