7 mitos sobre o sexo (e como na realidade não é bem assim)

Há casais que consideram o sexo mais satisfatório em fases avançadas da vida.

Mito #1

A partir de determinada idade, as pessoas têm menos interesse no sexo.

Realidade

Não há um limite de idade para a sexualidade, mas a partir dos 50 anos, a satisfação sexual depende mais da qualidade geral da relação do que nos casais mais jovens. Um inquérito da norte-americana National Council on Aging revela que entre as pessoas com 60 anos ou mais que continuam a ter uma vida sexual ativa, 74% dos homens e 70% das mulheres consideram o sexo mais satisfatório do que quando tinham 40 anos. Há até um estudo que sugere que ter relações sexuais pelo menos uma vez por semana ajuda a viver por mais tempo.

Mito #2

À medida que a idade avança, diminui a capacidade dos homens de ter uma erecção.

Realidade

A idade, por si só, não é causa para a disfunção eréctil. No entanto, o decréscimo dos níveis hormonais pode acelerar algumas mudanças. O homem passa a precisar de mais estimulação física e a erecção pode não ser tão eficaz como quando era mais novo, mas o sexo não é menos satisfatório. Do mesmo modo, enquanto um homem de 25 anos consegue ter uma segunda erecção em apenas 15 minutos depois da ejaculação, um de 50 pode precisar de mais tempo.

Mito #3

Fatores emocionais e psicológicos provocam a perda de interesse sexual na mulher de meia idade.

Realidade

Na verdade, os fatores físicos podem desempenhar um papel ainda mais importante nesta questão. As mudanças hormonais causadas pela menopausa podem afetar a resposta sexual da mulher. Níveis baixos de estrogénio podem resultar em secura vaginal, o que causa desconforto durante o sexo. Em algumas mulheres, os níveis mais baixos de testosterona podem causar perda de energia e menor disposição para o sexo. Noutras, o interesse sexual pode mesmo aumentar após a menopausa, devido a uma mudança do rácio de testosterona, estrogénio e progesterona. Deste modo, fica explicado que existem muitas formas diferentes de resposta ao sexo depois da menopausa.

Mito #4

A idade compromete a capacidade da mulher de atingir o orgasmo.

Realidade

Muitas mulheres notam um aumento do prazer sexual depois da menopausa, incluindo orgasmos mais frequentes ou mais intensos.

Mito #5

A masturbação diminui a qualidade do sexo a dois.

Realidade

Pelo contrário, a masturbação pode aumentar o prazer sexual, a dois ou sozinho, Para as mulheres, ajuda a preservar os tecidos vaginais hidratados e elásticos, além de potenciar os níveis hormonais, aumentando a disposição para o sexo. Nos homens, a masturbação é uma boa ajuda para manter a resposta eréctil.

Mito #6

Nos homens, a disfunção eréctil é causada por um problema emocional.

Realidade

Na verdade, a disfunção eréctil tem causas físicas na maioria dos casos, segundo os estudos disponíveis sobre esta matéria. Problemas circulatórios, distúrbios da próstata e efeitos secundários de alguns medicamentos podem ser causas para a disfunção eréctil.

Mito #7

Os casais de meia idade que não têm sexo já não têm interesse um no outro.

Realidade

Normalmente, quando não existe sexo é porque um elemento no casal tem um problema ou incapacidade que não está a resolver como deveria. Na maioria dos casos, as disfunções sexuais são reversíveis, pelo que, em caso de qualquer alteração que condicione a vida sexual, deve ser consultado um médico.

Artigos relacionados
Comentários
Loading...