Abrace a vida! seis dicas para viver melhor depois dos 50

O clichê “a idade é apenas um número” mostra-se cada vez mais verdadeiro, sendo que o mais importante é «abraçar a vida em todas as idades».

As seguintes seis sugestões podem ajudá-lo a ver os 50 como um marco de viragem para o aumento da sua qualidade de vida. A lista foi estabelecida pela revista irlandesa Evoke, após escutar alguns leitores sobre a vida depois dos 50 anos.

1- Valorize a sua saúde

A melhor forma de aproveitar o tempo e o facto de gozar de boa saúde pode ser «viver a vida ao máximo e não deixar que nada o impeça».

2- Esteja ansioso pelo futuro

Para quem realmente gosta da vida e tenta tirar o máximo proveito da mesma, «estar ansioso para fazer coisas novas e pronto para aventuras» pode ser um estado de vida natural.

3- Dê a importância necessária à sua idade

Os entrevistados foram unânimes na ideia de que nunca pensam na sua idade. Wm alguns dias «uma pessoa pode comportar-se como se tivesse 70 anos e noutros apenas 30».

4- Divirta-se

A publicação irlandesa dá o exemplo de uma entrevistada, que se aposentou perto dos 50 anos. Karen diz que «agora é a hora de finalmente fazer as coisas que ama». Lê, vÊ TV, conhece amigos e sai de casa para se divertir e relaxar.

5- Tenha uma alimentação saudável

A chave para se sentir bem por dentro pode ser «comer de maneira saudável e natural», pois trata-se de algo vital independentemente do estágio da vida em que estejamos.

6- Arranje tempo para si mesmo

Segundo a opinião de outra entrevistada, Kate Sarsfield, «dedicar um tempo para refletir e ter calma pode ser a chave para se sentir incrível por dentro».

O artigo dá ainda outro exemplo de Kate, que recomenda aproveitar todos os momentos para estar a dançar, mesmo que na sua própria casa, «como se tivesse 20 anos». Todavia, como achamos que se trata de uma dica com valor mais subjetivo, deixamos este ponto ao gosto pessoal de cada um.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Lego lança minissérie no YouTube
Automonitor
Portugal a caminho de bater recorde de produção anual