Automotivação. Saiba o que deve (mesmo) fazer para ganhar confiança

Estas técnicas podem ajudar a manter uma perspetiva positiva ao longo da sua vida.

Quando se sente mais ansioso, seja numa entrevista de trabalho ou durante uma importante apresentação, como responde? Começa a suar, a tremer ou com distúrbios intestinais? A verdade é que a forma como o nosso corpo reage a estes momentos é muito influenciada pela nossa mente.

A boa notícia é que é possível conseguir aprender e estimular certos pensamentos mais positivos que nos ajudem a relaxar e a sentir confiança. As técnicas de automotivação são determinantes neste aspecto. Muito usadas por atletas profissionais, estas técnicas permitem assegurar que não se deixar enfraquecer em momentos de maior pressão, conseguindo manter uma perspectiva positiva sobre o desafio que tem à sua frente.

[Leia também: Está a precisar de motivação? Estas frases podem ajudar]

Todos podemos beneficiar com este tipo de estratégias. Conheça agora algumas das dicas que prometem ajudar a fortalecer os seus momentos de automotivação.

 

  1. Quanto mais cedo começar melhor

Aprender a redirecionar os nossos pensamentos mais negativos é um skill essencial que devemos aprender o mais cedo possível nas nossas vidas. Aqui falamos da capacidade de reconhecer e identificar momentos de ansiedade, sabendo depois transformar essas emoções em algo mais positivo. Dedicar alguns minutos a “forçar” a sua mente a pensar antes em coisas positivas e a concentrar-se nas entusiasmantes oportunidades é algo que provou ser particularmente eficaz para melhorar a performance de atletas mais jovens.

 

  1. Quando a tarefa é simples mantenha a conversa também simples

O nosso discurso de automotivação não precisa de ser altamente elaborado ou inspirador. Por vezes basta que seja algo bastante simples, como afirmar repetidamente “tu consegues fazer isto”. Porque é que isto funciona? Os especialistas acreditam que o facto de estas frases mais curtas conseguirem aumentar a nossa frequência cardíaca, evitando depois grandes oscilações, é algo que prepara o nosso corpo para a performance, mantendo-nos estáveis.

 

  1. Se a tarefa é mais complexa, visualize como a pode concretizar

Se a tarefa em questão for algo mais complicada ou algo novo que nunca antes fez, então um simples “consegues fazer isto” pode não ser suficiente. Neste caso pode ser antes mais aconselhado que visualize os passos que terá que tomar para alcançar o seu objetivo. Um pouco como se estivesse a realizar um filme instrucional para si mesmo. Imagine ou escreva detalhadamente os pormenores e as características de tudo aquilo que terá que enfrentar da forma mais racional possível.

 

  1. Não fique à espera dos momentos de maior stress

Este tipo de técnicas e conversas de automotivação não devem ser apenas utilizadas quando os momentos de maior stress e ansiedade aparecem. Em muitos casos, esta espera pelos momentos de respostas automática, pode determinar que os nossos instintos iniciais vão ser dominados pelo medo e incerteza. Dificultando o impacto transformador de um discurso mais positivo. É assim recomendado que procure incluir ao longo da sua rotina diária alguns momentos em que aplica estas técnicas de automotivação. Independentemente do que possa estar a acontecer lembre-se de fortalecer os seus pensamentos positivos, pois isto irá assegurar que estará melhor preparado para enfrentar as eventuais crises de ansiedade.

 

  1. Fale consigo na terceira pessoa para uma melhor regulação emocional

No início pode achar isto um pouco ridículo, todavia a ciência prova que é algo bastante eficaz! Um estudo que monitorizou a atividade cerebral de diversos participantes, concluiu que quando pensamos ou enfrentamos algo mais negativo, ao falarmos conosco próprio na terceira pessoa tornamos mais fácil o processo de regulação emocional. Esta conversa na terceira pessoa cria a ilusão de que estamos a aconselhar uma outra pessoa, gerando um maior distanciamento psicológico que ajuda e facilita o estabilizar das nossas emoções. Assim, deve privilegiar dizer coisas como “[o seu nome] está tudo OK, tu consegues” ao invés de “Eu consigo!”.

 

 

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
Loading...