Braga lança concurso de ideias para criação de monumento evocativo a D. Diogo de Sousa

O Município de Braga tem aberto até 12 de Outubro o período de apresentação de propostas ao concurso de ideias para a criação de um monumento evocativo ao Arcebispo D. Diogo de Sousa.

O Município de Braga tem aberto até 12 de Outubro o período de apresentação de propostas ao concurso de ideias para a criação de um monumento evocativo ao Arcebispo D. Diogo de Sousa. Com esta iniciativa, o Município pretende evocar a figura mais importante do urbanismo Bracarense de todos os tempos.

A instalação deve fazer a evocação da personalidade religiosa e secular de D. Diogo de Sousa, com recurso a linguagens, processos e materiais de matriz contemporânea e integrar-se de forma harmoniosa com o contexto urbano e histórico. O monumento será instalado no Campo da Vinha, entre a rua dos Capelistas e a rua Dr. Justino Cruz.

Segundo o vereador do Urbanismo e Património, Miguel Bandeira, não é possível compreender a história da Cidade de Braga sem conhecer a obra mecenática do Arcebispo D. Diogo de Sousa (1505-1532).

“Ainda hoje o fundamental dos espaços públicos do centro histórico de Braga tem a sua marca. O relevo da sua obra é tão importante no plano civil como no religioso. Há uma Braga antes e uma depois de D. Diogo de Sousa. Com D. Diogo de Sousa Braga abriu-se ao mundo, modernizou-se no domínio urbano, da economia (rede de mercados), na assistência e na saúde, no ensino lançando as bases dos Estudos Gerais de Braga e na reforma da igreja”, salienta o vereador.

Para Miguel Bandeira, “esta intervenção é um repto lançado a todos os artistas para finalmente cumprirmos esta dívida com a figura maior de Braga, dando-nos o privilégio de a executar”.

O regulamento do concurso está disponível no portal do Município de Braga, em www.cm-braga.pt.

As propostas serão avaliadas por um júri que inclui Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, Miguel Bandeira, vereador do Urbanismo e Património, cónego José Paulo Abreu, João Duarte, da Sociedade Nacional de Belas Artes, e António Ponte, director regional de Cultura do Norte.

As propostas e os documentos que a instruem deverão entregues até às 18h00 do dia 12 de Outubro, no edifício gnration, situado na Praça Conde de Agrolongo nº 123. O montante global do prémio é de 4.000,00€ (quatro mil euros), que será atribuído ao vencedor do concurso. Aos autores dos restantes trabalhos, que se distingam pela sua singularidade, poderão ser atribuídas até duas Menções Honrosas, a que corresponderão prémios pecuniários no valor de 1.000,00€ (mil euros) cada.

Após o encerramento do concurso, a entidade adjudicante promoverá uma exposição pública dos trabalhos admitidos. Qualquer pedido de informação complementar será esclarecido e resolvido, devendo ser colocada por escrito para o seguinte endereço de correio electrónico: concurso.ddsousa@cm-braga.pt.

De referir que todos os elementos que constituem o presente concurso estão integralmente disponibilizadas na plataforma electrónica – http://www.saphety.com – utilizada pelo Município de Braga.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...