Cidade alemã oferece 1 milhão de euros a quem provar que a própria cidade não existe

É uma cidade alemã que remonta ao século IX, conta com cerca de 340.000 habitantes, uma universidade e um castelo medieval. Mas existe realmente?

A cidade Bielefeld está a oferecer 1 milhão de euros a qualquer alemão que consiga provar que a cidade não existe.

O departamento de marketing da cidade que administra quer desmentir uma teoria da conspiração com 25 anos de idade.

Em 1994, um estudante colocou a mensagem “Bielefeld? Não existe tal coisa” no sistema Usenet.

A mensagem de Achim Held tornou-se uma brincadeira na Alemanha, quando se espalhou viralmente com o subsequente boom da internet.
A Usenet era um sistema de mensagens que antecedia os fóruns da internet, que logo se multiplicaram e alimentaram muitas teorias da conspiração.

Em 2012, até mesmo a chanceler Angela Merkel referenciou a piada de Bielefeld, quando falou numa gala em Berlim e se lembrou de ter participado num evento em Bielefeld, acrescentando que “ela existe”.

A plateia explodiu em gargalhadas, e a Chanceler continuou: “Tive a impressão de que estava lá … espero voltar lá de novo”.

Quais são as regras da competição?
Os alemães têm até 5 de setembro para apresentar as suas provas de que Bielefeld “não existe” à Bielefeld Marketing GmbH. A competição foi acertada com os funcionários da cidade.

O site da competição (em alemão) diz que as inscrições podem chegar de várias formas – fotos, vídeos ou textos – “mas as pérolas da sua sabedoria devem ser incontroversas”. “Agora é hora de nos divertirmos!” dizem os organizadores.

Os responsáveis dizem que estão “99,99% certos de que podemos refutar qualquer evidência”. Mas os contribuintes não precisam de se preocupar – o prémio em dinheiro virá dos patrocinadores da Bielefeld Marketing, no caso improvável de um vencedor ser encontrado.

Os organizadores dizem que é possível pedir a especialistas que recolham qualquer evidência que mostre que Bielefeld não existe.

Os ativistas climáticos em Bielefeld tweetaram a sua própria versão da competição: oferecem 1 milhão de euros para quem puder comprovar cientificamente que a mudança climática não existe.

Como a teoria da conspiração de Bielefeld ganhou esta dimensão?

Achim Held, um estudante de TI, estava numa festa em Kiel, cidade portuária do norte, quando um convidado apareceu vindo de Bielefeld – mas Achim ignorava a existência da cidade.

Pouco depois, Achim não resistiu a postar a mensagem “Bielefeld? Não existe tal coisa”, depois de notar que uma placa da autoestrada para Bielefeld tinha sido riscada por causa de obras na estrada.

A Usenet era muito limitada em comparação com a Internet, mas a mensagem chegou a utilizadores suficientes para se tornarem virais.

E agora, existe ou não?

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Spotify reinventa (com humor) clássicos da música
Automonitor
Club MX-5 Portugal numa aventura pelos Vinhos do Alentejo