Como manter viva a memória dos nossos falecidos pais? Conheça algumas surpreendentes sugestões

A escritora Julie Hall apresenta as melhores formas das famílias homenagearem aqueles que já partiram

Mesmo quando os nossos pais acabam por falecer eles nunca deixam de ser uma presença nas nossas vidas. Apesar de fisicamente já não podermos estar com eles, a verdade é que nunca deixaremos de contar com a memória do nosso pai ou da nossa mãe.

Isto acontece igualmente com outros familiares ou pessoas importantes da nossa vida que já tenham partido. O facto de conseguirmos “transportar” para sempre estas pessoas no nosso coração é uma bênção e um apoio constante que iremos sempre valorizar.

[Leia também: Está preparado para cuidar dos seus pais? 5 conselhos importantes para enfrentar esta fase]

O momento de despedida pode ser duro. A experiência de perder um pai ou uma mãe é sempre algo avassalador. Com a passagem do tempo é, no entanto, fundamental que consiga lembrar da melhor forma as pessoas que mais marcaram a sua vida.

No seu mais recente livro “Inheriting Clutter”, a escritora norte-americana Julie Hall fala sobre a importância de as famílias continuarem a ser capazes de manter viva a memória dos antepassados e sugere um conjunto de ideias para o efeito.

Eis alguns dos principais exemplos.

 

  1. Plantar uma árvore

Esta é uma experiência recomendada por diversos especialistas como sendo uma das estratégias ideais para fazer uma homenagem à pessoa que acaba de falecer. Hall refere que algumas famílias têm já a tradição de no dia do funeral se reunirem para plantar uma arvore em honra do falecido num local significativo. Todos os membros da família estão reunidos e ajudam o processo. Esta árvore irá crescer com o tempo e será sempre um símbolo da vida da pessoa que acaba de partir.

  1. Partilha de receitas culinárias

A comida é uma das formas mais eficazes de nos lembrarmos de certas pessoas. Certos pratos estão para sempre associados a certas memórias preciosas que guardamos. Uma excelente forma de homenagear a vida de um determinado familiar conhecido pelos seus dotes culinários é reunir um conjunto das suas receitas e juntá-las num pequeno livro que mais tarde pode ser distribuído a todos os membros da família.

  1. Crie um livro de memórias

Tal como o exemplo das receitas é também possível criar um livro que homenageie toda a vida da pessoa que acaba de falecer. Contando a sua história desde criança, juntando fotografias de momentos especiais e outro tipo de objetos marcantes da vida da pessoa. É fácil utilizar um scanner para passar as fotografias mais antigas para formato digital e construir um livro que possa ser impresso e entregue aos vários membros familiares.

  1. Continue a oferecer um “presente” duradouro em nome da pessoa

Muitas pessoas e famílias contribuem para associações de caridade, sociais ou ambientais em nome de familiares que já partiram. Esta é uma excelente forma de garantir o legado das ideias e valores que marcavam a personalidade desse ente querido. Outra opção será – para quem tem uma maior disponibilidade financeira – criar por exemplo uma bolsa de educação ou investigação destinada a comunidades mais desfavorecidas, que tenha o nome do familiar.

  1. Grave um DVD de família

Procure recolher o máximo de gravações vídeo que possam existir do seu pai ou mãe. Este tipo de registos visuais são sempre importantes para assegurar que eternizamos a imagem destas pessoas. Seja para nunca esquecermos os detalhes das suas feições ou simplesmente para assegurar que as futuras gerações terão oportunidade de “conhecer” a imagem dos seus antepassados. Compile todos estes registos num DVD e determine um dia por ano para voltar a olhar para estas imagens, fazendo assim desta tradição uma bonita homenagem.

 

“Leia também: A morte de um amigo pode ser tão traumática como a de um familiar?

 

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...