Como pode o envelhecimento afetar a sua saúde oral?

Não deve ignorar a forma como o seu organismo se vai alterando com a passagem do tempo. Perceba como se pode proteger contra os efeitos mais negativos.

A saúde oral é um dos aspetos mais fundamentais para o nosso bem-estar. Cuidar adequadamente da nossa boca e dos nossos dentes é algo que devemos assegurar desde a infância. No entanto, depois dos 50 é ainda necessária uma atenção redobrada, devido às alterações do nosso corpo.

Não há como negar que o envelhecimento vai estimulando mudanças no nosso organismo. Normalmente este processo envolve algumas consequências mais negativas e desagradáveis. O nosso sistema imunitário torna-se mais fraco, perdemos alguma capacidade visual, o nosso cabelo torna-se mais quebradiço, etc.

[Leia também: É urgente cuidar da saúde oral]

Em particular a nossa saúde oral e os nossos dentes parecem sofrer especialmente ao longo de todo o processo. Mesmo que sempre tenha seguido uma vida saudável e uma boa higienização é provável que aumente o seu risco de cáries ou doenças nas gengivas.

Eis alguns factos que explicam esta situação e que o podem ajudar a manter os seus dentes saudáveis, tal como reporta o portal VivaFifty

 

  1. A doença gengival afeta o seu coração

Se sofrer com algum tipo de doença prolongada nas suas gengivas, então saiba que está a aumentar consideravelmente o seu risco de doença cardíaca. Alguns estudos têm apontado para a ligação entre estas duas situações. De facto, as bactérias associadas a algumas doenças gengivais podem espalhar-se pelo organismo e contribuir para o aumento do risco de inflamação.

 

  1. Os hidratos, os ácidos e certos medicamentos pode contribuir para o degradar dos dentes

As bactérias são uma das principais causas de cáries dentárias. Nesse sentido qualquer hidrato de carbono pode contribuir para o degradar da sua saúde oral. Os alimentos mais ácidos são igualmente capazes de enfraquecer o esmalte dos seus dentes, deixando-os mais vulneráveis.

Adicionalmente é importante salientar que no caso dos adultos mais envelhecidos, que possam estar a tomar diversas medicações, é possível que algumas destes tratamentos possam estar a deixar a sua boca mais seca e a diminuir a produção de saliva.

 

  1. Nem sempre se sente uma dor quando se tem uma cárie

É bem possível que tenha uma cárie ou um dente em processo de degradação apesar de não sentir qualquer tipo de dor intensa. Apenas no caso de a cavidade se tornar inflamada e começar a inchar é que irá sentir uma dor acutilante. Por vezes é possível que a inflamação desapareça por si só passado algum tempo, aliviando os sintomas.

 

  1. O bicarbonato de sódio é uma substância que pode limpar naturalmente os dentes

É provável que a sua clínica dentária utilize bicarbonato de sódio e água sempre que desejam higienizar a boca dos pacientes. De resto, esta é uma substância habitualmente presente em algumas pastas dentífricas. Caso deseje proteger e lavar intensamente os seus dentes é possível aplicar um pouco de bicarbonato de sódio diretamente nos dentes e esfregar com a escova. As suas gengivas e os seus dentes agradecem.

 

  1. Deve agendar pelo menos duas limpezas profissionais por ano

Apesar do seu custo financeiro este é um elemento essencial para assegurar a sua saúde oral. Caso tenha possibilidade procure fazer este tipo de limpeza profissional de três em três meses. A verdade é que apenas através deste processo poderá estar certo de que todas as impurezas são eliminadas e que tudo está bem com os seus dentes. No final de contas, poderá estar até a poupar algum dinheiro no futuro pois irá prevenir um qualquer problema mais grave.

 

[Leia também: 5 sinais (silenciosos) de que o stress está a começar a afetar a sua saúde]

 

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...