Estudo sugere que comer uma maçã antes das refeições pode eliminar gordura

Prática durante uma semana pode “queimar” até dois quilogramas.

Esta é a descoberta de uma equipa de investigadores norte-americanos da Universidade da Pensilvânia. Uma vantagem que acresce à lista dos benefícios já conhecidos. Entre eles, o auxilio na prevenção do envelhecimento precoce; na proteção do corpo de doenças e ainda na limpeza da boca.

O estudo provou que comer uma maçã antes da refeição pode levar a uma redução de até menos 200 calorias ao almoço ou jantar. O facto de a fruta ser rica em pectina, substância que ajuda a controlar o colesterol, e fibras ajuda a expulsar a gordura.

Funcionamento do processo

Tanto as fibras como a pectina são dois ingredientes fundamentais na composição da maçã que contribuem para acelerar o processo de emagrecimento.

Ora, as fibras da fruta preenchem o estômago e promovem a sensação de saciedade. Portanto, os intervalos nas refeições são maiores, enquanto a quantidade reduz. Já a pectina coopera para uma digestão mais lenta, o que atenua a fome e tem a característica extra de limitar a absorção de açúcar.

Logo, a ação das fibras e da pectina consome menos calorias e perde gordura, que o corpo consegue armazenar.

Todavia, o estudo refere que para um individuo conseguir perder até dois quilogramas em apenas sete dias, o consumo regular de uma maçã antes das principais refeições tem de se fazer acompanhar por uma alimentação equilibrada.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Arranca a segunda edição do From Start-to-Table
Automonitor
Audi assinala os 25 anos de desportivos RS