Já ouviu falar em presbiopia? Saiba que é uma condição natural associada ao envelhecimento

Atinge a visão normalmente depois dos 40 anos.

A presbiopia ou “vista cansada” diz respeito à capacidade progressivamente diminuída da visão para focar objetos próximos.

Com visão normal a imagem deve formar-se na retina. No olho com presbiopia a imagem forma-se atrás da retina, provocando problemas de visão ao perto (ver mal objetos próximos). Esta anomalia é um tipo de erro refrativo.

Os olhos funcionam como uma máquina fotográfica. Quando apertamos o botão das máquinas modernas, automaticamente, vemos no visor o ajuste perfeito da imagem. É o ajuste do foco. Os olhos do ser humano possuem lentes naturais e músculos capazes de promover o foco da imagem em milésimos. Por volta dos 40 anos esta capacidade começa a perder-se de forma gradual, logo, ver ao perto torna-se mais difícil. Ao mesmo tempo, a visão de longe mantem-se estável porque a musculatura do olho e o cristalino (a nossa lente natural), estão numa posição de repouso. Ao focar os objetos próximos, a musculatura interna do olho contrai-se, o cristalino muda de forma e focamos corretamente.

A palavra presbiopia tem origem em palavras gregas que significam “homem velho” e “olho”. Ou seja, como a presbiopia está relacionada com o envelhecimento esta passou a ser, por vezes, conhecida como “vista cansada”. A expressão “vista cansada” surge no sentido do envelhecimento natural com a idade e não no sentido de fadiga ou cansaço ocular. Contudo, o esforço de acomodação causado pela presbiopia pode originar cansaço ou fadiga ocular.

Existem diferentes formas de correção que permitem aos doentes que padecem de presbiopia levar uma vida perfeitamente normal.

Em primeiro lugar, usar óculos. Se a visão se mantem é boa ao longe, deve usar apenas óculos para ler, estar ao computador ou executar trabalhos manuais. Outra opção são os óculos multifocais, adequados para quem já usava óculos antes dos 40 anos.

Noutro caso, se a pessoa vê bem ao longe, pode-se adaptar uma lente de contato, num olho, para ver melhor ao perto. Faz-se assim um bifocal natural: um olho para ver ao longe, outro para ver ao perto.

Outra opção é a cirurgia com raio laser, chamada Excimer Laser. Aqui existem duas técnicas: o P.R.K. (laser aplicado na superfície do olho, com recuperação visual mais lenta) e o L.A.S.I.K. (laser aplicado abaixo da superfície do olho, com recuperação mais rápida).

 

 

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
Loading...