Já todos passámos por ela, mas até que ponto a rouquidão é prejudicial à saúde?

A rouquidão é um problema comum e interfere com uma boa comunicação.

A rouquidão, ou disfonia, é a dificuldade em produzir voz como habitualmente. Estima-se que cerca de um terço da população terá um problema de rouquidão em alguma fase da vida, o que pode dificultar a comunicação e/ou comprometer a sua qualidade de vida, começa por referir o otorrinolaringologia Roberto Estevão, do Hospital da Luz.

A rouquidão pode manifestar-se de diversas formas, por exemplo:

  • Menor qualidade da voz;
  • Alterações da intensidade ou do timbre;
  • Cansaço ao falar;
  • Dificuldade em projetar a voz;
  • Perda de potência vocal.

O que causa a rouquidão?

A rouquidão pode ter diversas causas.

A maioria dos episódios resulta de inflamação das cordas vocais por infeções das vias aéreas superiores, como acontece numa constipação comum ou numa gripe.

O esforço vocal é também uma causa comum de rouquidão. O abuso ou a má colocação da voz pode levar ao traumatismo crónico das cordas vocais e contribuir para o desenvolvimento de lesões como nódulos, pólipos, quistos, entre outras. Assim, há profissões, como os professores, cantores ou atores, em que devido ao uso contínuo da voz estas lesões traumáticas são mais frequentes.

O refluxo gastroesofágico e faringolaríngeo também pode provocar rouquidão. Nestes casos, a rouquidão deve-se à inflamação das cordas vocais pela ação do conteúdo ácido do estômago ao nível da laringe.

Os tumores da laringe também são uma causa, mais rara, de rouquidão. É conhecido que estes tumores têm uma relação direta com o consumo excessivo de tabaco e álcool.

Diagnóstico e tratamento da rouquidão
De acordo com a Academia Americana de Otorrinolaringologia, uma rouquidão que persiste durante mais de 3 semanas deve ser avaliada por um médico otorrinolaringologista, principalmente se for numa pessoa fumadora ou com hábitos de consumo de álcool em excesso.

O médico otorrinolaringologista pode observar as cordas vocais e as restantes estruturas da laringe de uma forma simples, com um auxílio de um pequeno espelho ou, em certos casos, com um nasofibroscópio. Junto com a história do doente, o restante exame físico, e outros exames que possam ser necessários, o otorrinolaringologista chegará ao diagnóstico e definirá o tratamento mais adequado.

O tratamento das diferentes doenças das cordas vocais pode passar por uma ou mais das seguintes intervenções:

Conselhos simples sobre cuidados vocais;
Tratamento farmacológico;
Tratamento cirúrgico.

Com frequência a terapia da fala tem também um papel fundamental, seja como principal forma de tratamento, seja como tratamento complementar.

Prevenir a rouquidão
O melhor tratamento é sempre a prevenção!

Por isso cuide, bem das cordas vocais e da sua laringe.

Siga estes conselhos:

  • Não fume;
  • Não consuma bebidas alcoólicas;
  • Mantenha-se hidratado bebendo água;
  • Evite pigarrear;
  • Evite gritar ou falar por períodos prolongados.

E, não se esqueça: Em caso de rouquidão persistente consulte o seu médico.

 

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
Loading...