Mercadona em Portugal também respeita um plano de igualdade

Empresa espanhola tem uma equipa de 300 colaboradores, dos quais 59 por cento são mulheres.

O plano de igualdade da Mercadona está assente na premissa “a mesma responsabilidade, o mesmo salário”, o que consolida a sua linha de atuação a favor da igualdade de oportunidades. Assim, resultado disso, 47 por cento dos cargos de direção são ocupados por mulheres, de uma equipa total onde as mulheres representam 64 por cento.

Em Portugal, o mesmo plano é respeitado e, atualmente, das 300 pessoas, que fazem parte da equipa portuguesa da empresa espanhola, 51 por cento dos cargos de direção da Mercadona em Portugal são ocupados por mulheres.

Desde 1993, ano da implementação do modelo de qualidade total, que a cadeia de supermercados potencia a prática da igualdade entre homens e mulheres no acesso ao emprego, assim como, à formação e à promoção interna. Além de ser visto como um facto importante, a Mercadona tentar garantir a conciliação entre a vida familiar e laboral dos seus colaboradores.

Política de Recursos Humanos reconhecida pela ONU

A política de Recursos Humanos da Mercadona é reconhecida pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), entidade dependente das Nações Unidas, no seu estudo “O Emprego Atípico no Mundo”.

Para a OIT, a aposta da Mercadona no emprego estável e de qualidade, assim como o esforço realizado na formação e partilha de lucros com os colaboradores, são fatores que sustentam e justificam o êxito da sua política de Recursos Humanos.

Artigos relacionados
Comentários
Loading...