Não gosta de abraços? Cuidado, está a afectar o seu bem-estar

De acordo com os especialistas, podem existir inúmeros benefícios para a sua saúde associados à proximidade e ao toque.

Está a pensar qual será a melhor forma de animar um amigo que possa estar algo desanimado? Experimente um abraço. Pode parecer simples, mas de acordo com diversos especialistas, esta pode ser uma forma extremamente eficaz de melhorar a disposição de qualquer pessoa.

Desde uma redução de stress, até ao alívio da dor, existem muitos benefícios – tanto emocionais como físicos – associados ao ato de abraçar alguém. De acordo com Patrick Quillin, autor do livro “12 Keys to a Healthier Cancer Patient”, o “toque é um nutriente tão essencial como a água”. De acordo com este especialista tem sido comprovado que o toque (e em particular o abraço) é eficaz na redução da dor e da fatiga de diversos pacientes.

Eis alguns dos principais benefícios associados ao ato de abraçar, listados pelo portal BestLife.

 

  1. Reduz o stress

Um contato humano regular pode ajudar a acalmar. De acordo com as conclusões de um estudo de 2014, os participantes que foram abraçados pelo menos uma vez por dia, demonstravam ter níveis substancialmente mais baixos de sintomas de stress. Níveis altos de intimidade e de toque parecem ajudar a reduzir sentimentos “pesados” de stress e ansiedade.

  1. Aumenta a produção da “hormona do amor”

A ocitocina é uma hormona habitualmente conhecida por “hormona do amor” devido ao facto da sua presença no nosso corpo nos fazer sentir bem. Tem um papel importante na diminuição da ansiedade e na melhoria do estado de humor. Os abraços são um tipo de atividade que promove a produção de ocitocina e que diminui a hormona cortisol (ligada ao stress).

  1. Ajuda a baixar a pressão arterial

Esta hormona, para além de nos fazer sentir bem, também contribui para uma baixa da pressão arterial. Reduzindo desta forma o risco de formação de uma qualquer doença cardíaca ou outro tipo de problema crónico. Um estudo de 2015, publicado na “Biological Psychology”, concluiu que as mulheres em pré-menopausa abraçadas com frequência pelos parceiros apresentavam níveis mais baixos de pressão arterial.

  1. É importante na resolução de conflitos

Um abraço pode ajudar a reduzir os sentimentos negativos associados a uma discussão ou conflito. Promovendo antes um aumento de sentimentos mais positivos. Um abraço depois de uma qualquer discussão pode melhorar bastante o seu bem-estar. Não se esqueça que reduzir a tensão existente na sua vida é uma importante forma de diminuir o seu stress e ansiedade.

  1. Reduz a dor (especialmente no pescoço e ombros)

Os abraços podem ajudar a libertar endorfinas que ativam certos recetores no cérebro responsáveis pela minimização da sensação de dor e desconforto. Diversos estudos continuam a indicar que os tratamentos “de toque” são, por exemplo, importantes na redução da dor de pacientes com fibromialgia.

A libertação de dopamina e a sensação de bem-estar associada a um abraço pode ainda ajudar a reduzir certas contraturas dos músculos da região do pescoço, a reduzir a diminuição de pressão nos vasos sanguíneos, melhorando assim a circulação sanguínea.

Ler Mais


loading...
Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

− 5 = 3