O seu marido recusa-se a ir ao médico? Isto talvez possa ajudar a explicar

Um novo estudo parece encontrar as razões que levam muitos homens a evitar as habituais consultas checkups.

Muitos de nós conhecemos pelo menos um homem que se recusa a ir ao hospital. Alguém que é capaz de preferir qualquer outra coisa ao invés de agendar uma visita ao médico.

Um recente estudo da Cleveland Clinic parece comprovar que esta situação é mais comum do que imaginamos. Apenas metade da amostra de 1 174 adultos homens afirma agendar consultas checkup regulares. 72% afirma que prefere fazer uma qualquer tarefa doméstica, como por exemplo lavar uma casa de banho, do que ir a uma consulta.

É certo que muitas mulheres também não gostam de ir ao médico (afinal quem gosta, certo?), no entanto o público feminino apresenta probabilidades maiores de marcar com alguma regularidade consultas médicas. Esta diferença entre os dois géneros parece justificar-se por um facto bastante evidente, segundo o Dr. Bradley Gill (um urologista da Cleveland Clinic). A verdade é que as mulheres são introduzidas no sistema médico com uma idade bem menor, muito por culpa das habituais consultas ao ginecologista que começam a ser feitas a partir da adolescência. Ora, este simples fator parece criar um maior habito de fazer visitas anuais ao médico, ficando as raparigas cada vez mais confortáveis com este tipo de consultas. Já os homens, em muitos casos, podem chegar até aos 30 sem ter feito nenhuma consulta de rotina.

De forma geral o Dr. Gill recomenda todos os homens a fazer consultas de rotinas de dois em dois anos quando estão nos trintas; e todos os anos a partir dos quarenta.

A verdade é que o estudo confirma que os homens não gostam de falar da sua saúde, até mesmo quando estão num gabinete médico. Um em cada cinco dos inquiridos afirma não ter sido completamente honesto com o seu médico. Muitos afirmam a vergonha, o desconforto ou o medo de serem colocados numa dieta, como principais justificações para esta situação. Um quarto destes homens afirmou no inquérito que já se sentiram “julgados” pelo seu profissional de saúde.

Para os homens mais velhos existe uma particular dificuldade em abordar temas como a disfunção eréctil ou problemas urinários. O receio de falar sobre estas questões pode ser particularmente perigoso na medida em que estas duas condições médicas podem exigir um tratamento médico. A detecção antecipada de tumores na próstata é crucial para o sucesso do seu tratamento e muitas vezes os sintomas inicias deste tipo de doença são exatamente as dificuldades urinarias.

Por isso já sabe, não espere que algo de mal aconteça para visitar o seu médico. Seja prudente e assegure-se que tudo se encontra bem consigo e com o seu organismo. Mais vale prevenir do que ter de remediar.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Josefinas abre lojas pop-up em Braga e Lisboa
Automonitor
Cepsa Black Week começa esta sexta-feira