Parceiro para a vida? Estas são as qualidades que mais deve procurar no “outro”

Algumas simples recomendações que podem ajudar a criar uma verdadeira conexão e intimidade com o seu futuro parceiro

Os relacionamentos amorosos nunca são fáceis. Encontrar um verdadeiro parceiro para a vida é, certamente, ainda mais desafiante. Por mais amoroso que um casal possa parecer nas fotografias do Facebook ou por mais afetos que possam evidenciar em público, a verdade é todas as relações têm os seus problemas.

A maior parte das frustrações conjugais estão associadas a dois fatores particulares, tal como explica o portal Psychology Today. Por um lado, todos os indivíduos necessitam de amor e afeto. Todos procuramos a atenção das pessoas que nos são mais intimas. Quando não a obtemos podemos sentir-nos mais tristes, insatisfeitos ou até zangados.

[Leia também: Problemas conjugais? Conheça os principais sinais de um relacionamento pouco saudável]

Por outro lado, continuamos a acreditar – de forma irrealista – que uma outra pessoa especial pode ser capaz de suprimir todas as nossas necessidades e anseios. Esta é uma ideia falaciosa que tende gerar sentimentos de enorme frustração. Ninguém é perfeito e nunca existirá uma pessoa que nos “complete” exatamente como desejamos.

No entanto é certo que existem algumas qualidades e características de personalidade que podem ajudar ao longo da vida conjugal. Certos traços de personalidade asseguram uma maior probabilidade conseguir construir uma relação real, intima, respeitadora e próxima.

Eis 5 qualidades a que deve prestar maior atenção no seu próximo encontro amoroso.

 

  1. Empatia

Isto diz respeito à capacidade e vontade de nos colocarmos nos “sapatos” dos outros e imaginar como se podem estar a sentir. Estar recetivo às sensibilidades e emoções das outras pessoas é algo determinante para assegurar que somos capazes de cuidar efetivamente de quem mais gostamos. Sem uma forte empatia, é bem provável que um indivíduo não seja capaz de priorizar adequadamente o seu parceiro de vida.

 

  1. Sentido de humor

Esta é porventura uma das “ferramentas” mais poderosas – e frequentemente desvalorizadas – que existem nas relações. Por mais difícil que uma situação possa ser, um bom sentido de humor é capaz de desarmar praticamente qualquer situação, transformando um momento horrível em algo bem mais positivo. Esta capacidade permite que o casal ganhe perspetiva sobre os seus problemas, evitando desentendimentos constantes e fomentado uma maior compreensão. O humor pode nem sempre ser a melhor abordagem mas quando bem usado pode ser incrivelmente eficaz.

 

  1. A vontade de continuar a falar

Quando duas pessoas se amam verdadeiramente e se sentem motivadas para se manterem juntas então é possível resolver qualquer desafio ou conflito. Resolver os problemas exige, no entanto, tempo, paciência e uma enorme capacidade de comunicação. Aprender a conversar é determinante. Identificar o problema, compreender outras perspetivas, ser sensível e compreensivo são tudo aspetos importantes. Falar sobre os problemas e conseguir encontrar soluções em conjunto é algo mágico.

 

  1. Compreende a forma como as emoções funcionam

Quando existem disputas e discussões é habitual que as nossas emoções tomem controlo absoluto do nosso comportamento. Independentemente do quão racional ou inteligente que seja é importante que compreenda que por vezes é impossível – e pouco saudável – prevenir que as nossas emoções se manifestem. A forma como as pessoas reagem depois desse momento é que marca toda a diferença. Alguém que seja capaz de parar um pouco e refletir sobre o que acabou de ser dito vai estar a ajudar a encontrar uma solução e a diminui o risco de agravar a discussão. É importante encontrar uma pessoa que não encare as suas respostas emocionais de uma forma excessivamente pessoal. Alguém que saiba ouvir sem assumir uma posição defensiva.

 

  1. Compreende a importância de estabelecer um conjunto de regras de convivência

No início de uma relação é habitual que tudo corra da melhor forma. No entanto passado algum tempo, e assim que a cortesia se suaviza, começam a revelar-se as diferenças de uma forma mais evidente. É neste momento que as discussões e conflitos se tornam mais frequentes. Um exercício fundamental para o sucesso futuro de uma relação é conseguir definir um conjunto de regras e limites relativos à forma como o casal discute.

A ideia aqui é ser capaz de antecipar a forma como podemos magoar o nosso parceiro, procurando em alternativa gerar conversas construtivas, capazes de evitar problemas maiores. Não levantar a voz, não insultar, não ignorar os sentimentos do outro, não ameaçar acabar o relacionamento, não terminar a discussão sem algum tipo de entendimento, etc. Estes são alguns dos exemplos que o casal deve procurar implementar. Estar com alguém capaz de respeitar este tipo de cuidados é algo incrivelmente saudável.

 

[Leia também: Infidelidade. 5 dicas para conseguir falar sobre o tema com o seu parceiro]

 

 

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...