Dormir bem pode ser uma grande ajuda para quem quer perder peso

Uma saudável rotina de sono pode ser uma boa estratégia de emagrecimento, desde que não procure perder muito peso ao fim de um mês.

Obter um sono reparador e de qualidade pode ser um bom auxiliar para a sua dieta, mas isso «pode levar algum tempo», segundo um artigo da CNN. Além de que uma pessoa que sofra de qualquer distúrbio do sono ou de dor que dê uma sensação de alívio ao facto de conseguir manter os olhos fechados, pode ter motivo para procurar tratamento.

O autor e médico, Jacob Teitelbaum, considera que «se estiver a descansar adequadamente pode descobrir que é mais fácil perder peso». No entanto, esse será um processo «gradual ao longo do tempo», acrescenta. Além disso, como as hormonas do apetite – leptina e grelina – são produzidas predominantemente durante o sono, quando as pessoas dormem menos, «a sensação de saciedade tende a ser mais reduzida».

O especialista afasta a hipótese de substituir uma noite mal dormida por «uma dieta ou exercício saudável», e que uma pessoa deve tentar concentrar-se, antes, «na qualidade do seu descanso e não no número de horas de descanso que tem todas as noites».

Aliás, o diretor do Centro de Pesquisa em Atividade Física e Gerenciamento de Peso da Universidade de Pittsburgh, John Jakicic, reforça a importância da «qualidade do sono». Pois, existe uma «grande diferença entre as pessoas que dormem seis horas e têm uma boa qualidade de sono em comparação com aquelas que dormem seis horas e têm uma baixa qualidade de sono».

De acordo com Jakicic, as hormonas que regulam o crescimento e o apetite fazem parte de uma equação, em que «a sabotagem do sono tem um papel semelhante no aumento do peso da pessoa». Ele acredita que, quanto mais vezes se acordar, maiores são as hipóteses de «se ter um lanche ou dois extras».

O sono pode conter a fome

A ciência diz que uma má noite de sono pode «causar desequilíbrios hormonais», que podem alterar o nível de saciedade do corpo e fazer com que sinta vontade de comer, «quando na verdade não precisa». Ideia suportada pelos resultados de um estudo, cujas descobertas assinalam que «pessoas que não dormem o suficiente têm uma maior probabilidade de sentir fome, pois o corpo necessita de mais energia para ficar acordado».

Segundo Jakicic, «as pessoas que estão bem descansadas não ficam cansadas durante o dia». Pelo que, se o corpo estiver desgastado, pode reduzir ou evitar a prática de qualquer atividade física, o que fará com que queime menos calorias e, assim, poder aumentar o seu peso.

Teitelbaum também aponta responsabilidades às hormonas do crescimento, pois «quando dorme, o corpo trabalha para construir músculos e reparar ou rejuvenescer tecidos». Ou seja, «não dormir o suficiente pode afetar a eficácia com que o corpo queima calorias», resultando em menos músculo e mais gordura no organismo.

Em suma, dormir pode não ser a melhor esperança em perder grande quantidade de peso, pois uma má qualidade de sono, mesmo que em muito tempo, pode despertar «uma série de eventos hormonais, que podem beneficiar o aumento do peso», de acordo com John Jakicic.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Black Friday 2019 em números
Automonitor
FIA escolhe Braga como palco do Hill Climb Masters 2020