Pode um videojogo ajudar a lidar com a ansiedade provocada pelo Covid-19?

Em tempos de quarentena nada melhor do que um “escape” onde pode conviver com os seus amigos

A pandemia do coronavírus determinou que grande parte da população mundial terá que passar as próximas semanas sem sair de casa. Teremos que nos habituar a uma nova realidade que nos obriga a encontrar boas formas de passar o tempo, de preferência sem nunca nos deixarmos afetar em demasia pela ansiedade que possamos sentir.

De facto, é conhecido que um período de maior isolamento social pode afetar negativamente o nosso estado de espírito, estando este fenómeno na origem de inúmeros estados depressivos. Torna-se mais importante do que nunca encontrarmos formas de continuar a socializar, se possível conseguindo abstrair a nossa mente da realidade atual. Ora, os videojogos pedem ser aqui um instrumento eficaz para nos continuarmos a relacionar com os outros e a sonhar com cenários imaginários.

[Leia também: Estes jogos travam o envelhecimento cerebral (e ajudam a evitar doenças)]

Em particular, o jogo Animal Crossing: New Horizons (publicado pela Nintendo para a consola Nintendo Switch) parece ser um título ideal para estes dias mais desafiantes. Este é um jogo no qual vivemos uma realidade paradisíaca alternativa numa ilha remota, onde apenas convivemos – de forma segura – com outras personagens reais e ficcionais. Nesta ilha imaginária teremos que construir uma “nova vida”, aprendendo a utilizar os recursos naturais da terra, construindo (e decorando) a nossa nova casa e realizando uma série de tarefas diárias. Desde pescar num pequeno riacho, apanhar insetos ou criar novas ferramentas.

Os seus amigos e familiares poderão igualmente participar nesta aventura, visitando a sua ilha e ajudando a realizar todas as tarefas necessárias. Ao longo do jogo outras personagens simpáticas irão aparecer, dando-lhe a oportunidade de conhecer as suas personalidades e de os ajudar a instalarem-se junto a si, criando uma verdadeira comunidade.

“Este é o tipo de jogo que irá querer partilhar com os seus amigos e familiares”, defende Aya Kyogoku, o director de New Horizons. Sendo certo que o timming de lançamento não é o mais ideal dadas as circunstâncias – o jogo será lançado amanhã, dia 20 de Março – a verdade é que Kyogoku afirmou em entrevista ao The Verge que espera que “de alguma forma os fãs usem o Animal Crossing como escape, permitindo que se consigam entreter ao longo deste dias difíceis”.

Sendo certo que de forma frequente os videojogos são percecionados de forma negativa pela sociedade, a verdade é que eles podem desempenhar um papel importante na criação de um sentimento de comunidade entre jogadores. E mais importante, podem permitir que cada um de nós sonhe e imagine cenários novos, diferentes e muitas vezes encantadores. Tal como um bom livro, um bom jogo é também capaz de nos transportar para um outro Mundo.

Numa altura em que todos estamos com a nossa mobilidade e liberdade condicionadas, numa altura em que nos pedem para ficar por casa, nada como encontrar um novo escape que nos permita viajar para uma encantadora nova e diferente realidade.

Animal Crossing: New Horizons chega à Nintendo Switch no dia 20 de Março.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...