Problemas conjugais? Conheça os principais sinais de um relacionamento pouco saudável

Certos comportamentos e atitudes são capazes de arruinar o sucesso de qualquer relação

Nem todas as relações são construídas para durar. Na maioria dos casos é extremamente complicado manter o interesse e entusiasmo na interação que criamos ao longo dos anos com uma outra pessoa. No início tudo parece ser mais “leve” e fácil, no entanto rapidamente podem começar a surgir problemas e sinais algo preocupantes.

Apesar de tudo isto, a verdade é que o ser humano têm um desejo constante e intenso de conexão. Somos um ser social que necessita de estabelecer contacto direto com outras pessoas para garantir o seu próprio bem-estar. Seja com amigos, familiares ou parceiros românticos, procuramos sempre manter intactas as “ligações” mais relevantes nas nossas vidas.

[Leia também: Casamento infeliz? Estas 5 razões explicam porque é tão difícil abandonar este tipo relações]

No entanto, sobretudo no que diz respeito aos relacionamentos amorosos, nem sempre é possível assegurar e proteger o futuro da relação. Facilmente podem surgir complicações e problemas que revelam a fragilidade da conexão.

De acordo com a especialista e professora Berit Brogaard, existem um conjunto de sinais preocupantes a que todos devemos estar atentos. Estes são alguns dos fatores capazes de demonstrar o quão tóxica uma relação se tornou e que nos devem levar a repensar o futuro conjugal.

 

  1. Expetativas muito diferentes em relação a temas importantes

É normal (e até saudável) que um casal não esteja sempre de acordo. Todos temos ideias, vontades e perspetivas algo diferentes. É assim natural que tenhamos dificuldade a escolher em conjunto um restaurante, um destino de férias ou um outro qualquer pormenor. Apesar destas pequenas diferenças é possível encontrar um equilíbrio.

No entanto, caso estas diferentes expetativas sejam evidentes em relação a temas mais importantes como visões políticas, igualdade de gênero na relação, ideias sobre monogamia ou o desejo de ter filhos, então isso pode revelar um problema difícil de ultrapassar. Estas diferenças podem determinar que não serão capazes de estabelecer uma saudável parceria.

  1. Expetativas pouco razoáveis e perigosas

Alguns dos sinais mais óbvios de que uma relação pode não funcionar estão relacionados com as expetativas que um dos parceiros define unilateralmente em relação ao outro. Impedir o outro de conviver com amigos, esperar que as responsabilidades financeiras sejam asseguradas pelo outro ou promover atividades imorais que deixam o respetivo parceiro desconfortável são apenas alguns dos exemplos mais destrutivos.

Estabelecer este tipo de ideias pouco razoáveis e extremamente restritivas é um claro sinal de uma relação pouco saudável, na qual o casal a confiança e o respeito são limitados.

  1. Inexistência de um desejo de promover os interesses do outro

Uma relação saudável é caracterizada pelo facto de ambos os membros do casal procurarem assegurar o bem-estar um do outro. Este desejo deverá ser manifestado de uma forma natural e frequente, nomeadamente através da capacidade de fazer sacrifícios e concessões. Ser capaz de cuidar do outro e do o apoiar quando mais necessitam é algo fundamental. Sempre que um membro do casal não revela esse interesse ou motivação, então isso é sinal de que algo não está certo.

  1. Falta de confiança mútua

Isto é essencial. Ser capaz de confiar no outro é algo imprescindível para assegurar o futuro sucesso de uma relação. Independentemente da situação ou circunstância, saber que podemos contar com a outra pessoa é um dos pilares-base de uma relação saudável. Esta confiança deve ser plena e não condicional, no entanto ela deve ser merecida e conquistada. Cabe a cada membro do casal ser capaz de constantemente demonstrar esta qualidade.

Caso existam problemas de confiança então é fundamental que os procure resolver, caso contrário o futuro do relacionamento pode estar comprometido.

  1. Falta de respeito

Este é porventura o principal “culpado” para o terminar de uma relação. Quando se perde o respeito mútuo, perde-se a capacidade de colaborar, de cuidar e de construir um “projeto” conjunto. Ser desrespeitoso para com o outro é não ser cuidadoso, é tratar mal, inferiorizar, humilhar, castigar, etc. É sentirmo-nos superior à pessoa que dizemos amar. Ora uma relação que seja construída com este tipo de assimetria tóxica está certamente condenada ao fracasso.

Este é o sinal de que precisa para saber que chegou a hora de terminar o relacionamento e de avançar para algo melhor.

 

[Leia também: 4 tipos de mentiras capazes de destruir uma relação]

 

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...