Sem medos! Estes são os 3 tipos de “desculpas” que o estão a impedir de evoluir

Não deixe que estes pensamentos mais negativos o mantenham preso a uma realidade pouco gratificante. Seja capaz de evoluir e crescer, sem medo de fracassar.

Todos queremos ser melhores. Queremos atingir novos objetivos, criar novos hábitos que nos permitam obter o tão desejado sucesso. Seja profissionalmente ou pessoalmente, a nossa missão parece ser sempre encontrar formas de progredir, evoluir.

No entanto, por mais que isso seja o nosso desejo, nem sempre é fácil perceber como acrescentar valor à nossa vida. Ou simplesmente ter a coragem para o fazer. Todos sabemos que devemos ser mais produtivos, devemos comer de forma mais saudável ou fazer mais exercício físico, por exemplo. Então porque não somos capazes de fazer estas coisas? Por uma razão: arranjamos desculpas.

É fácil para os seres humanos encontrar razões para justificar não conseguir fazer algo. É um mecanismo de proteção que nos protege do receio de falhar. Estas “desculpas” retiram a ideia de que somos 100% responsáveis pelas nossas vidas, pelo nosso sucesso e felicidade. Simplesmente não somos melhores porque não é possível, gostamos de acreditar.

[Leia também: Sabe o que o seu tipo de assinatura revela sobre a sua personalidade?]

Ora este tipo de pensamento é algo perigoso que pode comprometer seriamente o nosso crescimento pessoal. Não nos devemos nunca deixar ficar “reféns” de certas questões. Devemos ser capazes de enfrentar os desafios que são colocados à nossa frente com coragem e sinceridade. Percebendo quais são as nossas reais fraquezas e tentando melhora-las; não escondê-las.

Em particular, estes são os 3 pensamentos negativos, as 3 “desculpas”, que mais nos impedem de avançar e progredir nas nossas vidas, tanto a nível profissional, como pessoal.

  1. “Não sei como”

Todos gostaríamos que a nossa vida fosse mais fácil e que o caminho a seguir fosse óbvio. A verdade é que mal acabamos os estudos na escola ou universidade e nos tornamos adultos, o nosso futuro deixa de estar tão estruturado. Podemos seguir para onde quisermos, ninguém nos diz que tem que ser por aqui ou por ali.

Isto pode ser algo assustador. Mas não nos deve poder enfraquecer. Na verdade, ninguém sabe nada, o importante é sempre sermos capazes de ir atrás das respostas.

Não sabe que dieta alimentar deve respeitar? Procure informação e respostas. Não deixe que essa dúvida inicial seja justificação para não poder viver uma vida melhor. A maior parte das nossas perguntas tem uma resposta. Basta que não tenha receio da procurar. É certo que esta buca pode ser desconfortável, mas será sempre melhor do que a sensação de que desistiu e de que a sua vida não tem o valor que gostaria.

  1. “Agora não é uma boa altura”

Não existem boas alturas. Todos tempos sempre coisas nas nossas vidas que se intrometem nos nossos objetivos. Excesso de trabalho, família, relações, etc. Tudo isto existe sempre e irá sempre gerar complicações. Nada disto deve impedir que continue a perseguir os seus objetivos.

Não deixe que uma qualquer situação ou um qualquer período mais negativo defina toda a sua existência. Tudo pode ser sempre melhor e até as coisas mais negativas podem ser transformadas em coisas positivas, se tivermos a capacidade e a motivação para o fazer.

Se hoje não será uma boa altura, então porque é que amanhã deverá ser? Não continue a evitar as mudanças que têm que ser feitas para se tornar mais felizes. A única boa altura para agir e transformar positivamente a sua vida é agora.

  1. “Sei o que tenho que fazer mas não o faço”

A procrastinação é algo que infelizmente afeta muitas pessoas. Sabemos o que temos que fazer para concretizar ou alcançar algo mas simplesmente evitamos faze-lo. É auto-sabotagem. Nestes casos, a falta de motivação e convicção pode fazer com que as pessoas não levem a cabo os seus projetos e que se mantenham paralisados.

Sendo certo que ficar imóvel pode ser confortável, seguro, é também verdade que é necessário quebrar essa “bolha de conforto” para arriscarmos ser felizes. Isso significa com frequência estar disponível para falhar, para fracassar, para que as coisas não corram bem. É algo com que temos que aprender a viver.

É igualmente importante que acredite que é capaz de concretizar os seus objetivos. Que seja confiante e acredite nas suas qualidades. Apenas assim conseguirá ser mais produtivo, mais capaz.

 

[Leia também: 10 coisas que ninguém com mais de 50 anos deve ter que aturar]

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...