Tenha umas férias de verão sem fraudes: siga os conselhos deste um guia

O verão chegou e vem acompanhado com as tão esperadas férias. No entanto, este período é também a altura ideal para os cibercriminosos fazerem uma fortuna.

A PaynoPain, empresa tecnológica espanhola especializada no desenvolvimento de soluções de pagamento online, aproveita a chegada da época estival para explicar os passos que os utilizadores devem seguir para reservarem as suas férias em segurança e desfrutarem do seu merecido descanso sem preocupações.

A segurança é um fator determinante para a esmagadora maioria dos portugueses na escolha dos seus destinos de viagem, com 96% dos inquiridos por um estudo recente da ConsumerChoice a considerar este aspeto crucial e 62% afirmar mesmo ter evitado viajar para certos destinos devido a preocupações com a sua segurança.

A PaynoPain oferece 10 conselhos que os turistas devem aplicar para evitar sustos desnecessários nas suas férias:

1. Investigar previamente: antes de reservar, é aconselhável fazer uma pesquisa sobre o destino, o alojamento e a empresa responsável, bem como ler as opiniões de outros viajantes, consultar os websites oficiais e certificar-se de que a empresa escolhida tem uma boa reputação.

2. Evitar ofertas demasiado boas para serem verdadeiras: Regra geral, se um preço parecer suspeitamente baixo, a desconfiança é o melhor aliado. Os cibercriminosos utilizam frequentemente ofertas demasiado atrativas para reter a atenção das suas vítimas.

3. Optar por métodos de pagamento seguros: Quase 9 em cada 10 pessoas utilizam um cartão de crédito para efetuar os pagamentos, de acordo com o estudo da PaynoPain. A empresa salienta que as wallets são uma opção valiosa para armazenar de forma segura os dados do cartão, o endereço de envio e outras informações do utilizador. O PayPal também tem uma reputação bem conhecida e já conta com mais de 430 milhões de contas ativas. Outra solução de financiamento, que tem vindo a ganhar destaque ao longo dos anos, é o “compre agora, pague depois”, que permite aos clientes adquirir produtos ou serviços de montantes mais elevados de uma forma cómoda e sem abdicar de outras coisas.

4. Proteger os dados pessoais: os utilizadores não devem, em caso algum, partilhar informações em websites ou páginas desconhecidas. Aconselha-se os utilizadores a ter uma especial cuidado com as mensagens enviadas para o e-mail ou com websites que solicitem dados confidenciais. Por outro lado, é essencial certificar-se de que o website é seguro. Para tal,

basta verificar se o URL começa por “https://” e se tem um ícone de cadeado na barra de endereços do browser.

5. Atualizar dispositivos: As soluções de sistemas operativos e antivírus devem ser mantidas atualizadas para proteger os seus dispositivos contra ciberameaças cada vez mais sofisticadas. Estas atualizações incluem frequentemente patches de segurança que corrigem vulnerabilidades conhecidas, reduzindo o risco de ataques e fraudes.

6. Ler as letras pequenas dos termos e condições: Antes de confirmar qualquer reserva, é essencial que o utilizador leia atentamente os termos e condições do serviço e tenha conhecimento das políticas de cancelamento e reembolso.

7. Confirmar as reservas: uma vez efetuada a reserva, o comprador receberá um e-mail a confirmar a transação. Caso contrário, deve contactar a empresa e certificar-se que a reserva foi feita.

8. Verificar a identidade do anfitrião: se a reserva for efetuada através de uma plataforma como a Airbnb, é aconselhável verificar a identidade do anfitrião e ler as opiniões de outros hóspedes.

9. Utilizar uma plataforma de pagamento segura: ao escolher a forma de pagamento, o utilizador deve ter em conta a reputação da plataforma e a capacidade de proteção dos seus dados durante o processo de compra. Existem no mercado as gateways, como o Paylands, que demonstra ser adaptável, seguro e rápido, e que simplificam os pagamentos independentemente do dispositivo utilizado.

10. Reservar com antecedência e planear cuidadosamente: a pressa não é uma boa ideia. É aconselhável reservar com a maior antecedência possível, para ter mais hipóteses de encontrar preços atrativos e evitar esquemas existentes no mercado.

Ler Mais