Da meditação às artes. Estas são as estratégias que o vão ajudar a lidar melhor com a solidão

Caso se encontre numa fase mais complicada e isolada da sua vida, não desespere. Existem formas de conseguir reconectar-se com o mundo (e com os outros).

Antes do surto de coronavírus existia já uma outra pandemia silenciosa que afetava um número cada vez maior de pessoas: a solidão. Sendo certo que todos nos dizem que vivemos num Mundo cada vez mais conectado, no qual é possível interagir com qualquer pessoa independentemente da distância, a verdade é que aparentemente nada disso está a ajudar as pessoas a sentirem-se menos sós. Antes pelo contrário.

Atualmente podemos falar com amigos e familiares a qualquer momento através dos nossos dispositivos e redes sociais. Podemos facilmente apanhar um avião low-cost para visitar alguém. Vivemos em cidades repletas de pessoas com que podemos conviver. Todo parece querer aproximar-nos, mas a verdade é que os especialistas parecem confirmar que estes fatores apenas estão a contribuir para uma população que se sente mais solitária.

[Leia também: 4 razões porque deve evitar a solidão]

Um inquérito realizado em 2018, nos EUA, indicava que cerca de 22% dos americanos se sentiam sozinhos. Este tipo de sentimentos podem ter um impacto sério no nosso bem-estar e sobretudo no nosso estado de saúde. Depressão, ansiedade, problemas de tensão arterial, sistemas imunitários mais frágeis e maior inflamação no corpo, são apenas alguns dos principais exemplos de como a solidão pode afetar negativamente o ser humano.

O que podemos fazer para nos sentirmos menos sozinhos?

A conexão com os outros é fundamental para o nosso bem-estar. Felizmente existem algumas estratégias recomendadas por médicos e especialistas que podem ajudar-nos a lidar de uma forma mais positiva com sentimentos de isolamento social e solidão. Eis algumas das sugestões que pode adotar:

 

  1. Fale sobre o assunto

Conversar com outros sobre como nos sentimos mais solitários pode ser difícil, assustador e embaraçoso. No entanto é absolutamente fundamental que seja capaz de expressar os seus sentimentos, de forma a que se consiga começar a sentir melhor. Isto é algo que afeta milhares de pessoas, como tal já não faz sentido manter um estigma de que apenas as pessoas mais estranhas (“os losers”) se sentem sozinhos. Fingir que não nos sentimos sós apenas agrava o problema. Conversar com outra pessoa pode ser muito terapêutico.

  1. Seja curioso. Faça questões (a si mesmo) sobre o assunto

A solidão não é algo igual para todos. Diferentes pessoas sentem de maneira distinta este problema. Ao longo da sua vida a solidão pode inclusive assumir diferentes formas e ser justificada por diversos motivos. É importante que procure perceber porque razão se está a sentir assim. Faça a distinção entre um sentimento passageiro de solidão e algo mais crónico. Se continuar durante bastante tempo com estas sensações negativas, deverá ser capaz de identificar as razões que explicam esse estado. Uma perceção mais clara sobre os seus próprios sentimentos será importante para conseguir lidar e ultrapassar melhor os mesmos.

  1. Abrande o seu ritmo

Se está sempre ocupado, sempre a correr e a trabalhar então talvez esteja na altura de procurar abrandar um pouco o ritmo. Uma vida e rotina demasiado stressante pode deixar-nos mais sozinhos, impedir que sejamos capazes de nos conectar connosco próprios e com os outros também. A capacidade de relaxar será importante para garantir o bem-estar emocional.

  1. Trabalhe a sua auto-estima

É essencial que consiga sentir-se confortável nos momentos em que está mais sozinho. Aprender a sermos o nosso próprio melhor amigo é um processo importante para evitar o desconforto associado a uma vida mais isolada. Ter tempo para si, para fazer as coisas que mais gosta e para se dedicar ao seu próprio desenvolvimento são algumas recomendações que pode seguir. Experimente a meditação. Encontre alguns minutos no seu dia para estar apenas concentrado no seu relaxamento e no seu corpo.

  1. Faça gestos generosos e solidários

Quando nos sentimos mais sozinhos temos tendência a isolar-nos ainda mais resto do mundo. Isto por sua vez gera um ciclo vicioso de maior solidão. Sendo certo que nestas fases mais negativas pode parecer muito desafiante ir ter com um grupo grande de amigo para uma saída social, existem outras formas de se conseguir conectar com os outros. Pequenos gestos generosos podem ajudar a fazer sentir-nos melhor. Sorrir para alguém na rua, segurar uma porta, ajudar a transportar sacos, tudo isso são interações com estranhos que nos fazem imediatamente sentir melhor. Não é preciso estabelecer relações pessoais muito intensas para que se consiga sentir mais conectado, bastam alguns pequenos gestos solidários.

  1. Crie algo

A expressão artística pode ser importante para nos ajudar a comunicar e a lidar melhor com o Mundo. É um veículo de auto-expressão que nos permite relacionar melhor com as nossas próprias emoções. Escrever, desenhar, pintar ou até cozer uma peça de roupa, são apenas alguns exemplos de coisas a que se poder dedicar. Estes exercícios serão capazes de o ajudar a sentir-se mais próximo de si e dos outros, mesmo que nem nunca mostre os resultados finais a alguém.

  1. Reduza o tempo que passa nas redes sociais

Cada vez mais estudos parecem demonstrar os efeitos negativos de um uso excessivo de redes sociais. Estas plataformas parecem conseguir influenciar fortemente o nosso estado de espírito, fazendo-nos sentir muitas vezes mais sozinhos e depressivos. Nestas redes sociais todos os outros parecem sempre ter vidas melhores que as nossas. Todos têm melhores casas, melhores trabalhos, melhores parceiros, etc. Este tipo de inevitáveis comparações estão na origem de muitos sentimentos negativos. Proteja-se, reduza o tempo que passa nestas redes e questione a qualidade das interações que cria online.

 

[Leia também: 5 destinos (ideais) para conhecer sozinho depois dos 50]

 

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...