10 formas simples (e criativas) de reduzir o seu desperdício alimentar

Este é um problema real que pode ser resolvido com relativa facilidade. Perceba como.

As estimativas apontam para que cerca de um terço de toda a comida produzida acabe desperdiçada. Este é um número chocante, especialmente quando pensamos nos milhões de pessoas que passam fome em todo o mundo.

A nível individual este é igualmente um problema que nos afeta. Não se trata apenas de um desperdício de dinheiro ou de uma falta de empatia para quem tem menos possibilidades. Sempre que uma refeição é desperdiçada, o mais provável é que acabe numa lixeira onde irá apodrecer e contribuir para uma maior produção de gás metano.

Recentemente o portal Healthline recolheu um conjunto de dicas e estratégias que prometem ajudar a reduzir o seu desperdício alimentar. Eis as principais conclusões.

 

  1. Comprar de forma inteligente

A maior parte das pessoas tem tendência para comprar mais ingredientes do que os que necessita. Sendo certo que comprar em grandes quantidades pode ser conveniente, a verdade é que o mais provável é que esteja a aumentar o risco de desperdício. Procure ir mais frequentemente às compras e leve para casa menos quantidades. Faça listas e consuma toda a comida antes de ir comprar mais.

 

  1. Guardar corretamente a comida

Esta é uma das principais causas de desperdício. O facto de muitas pessoas não perceberem exatamente como devem melhor guardar a sua comida acaba por contribuir para que se estraguem mais rapidamente. Procure compreender que produtos precisam realmente de refrigeração e quais devem permanecer a temperatura ambiente.

 

  1. Preservar os “restos”

Deve guardar todo o excesso das suas refeições para uma futura ocasião. Isto é algo básico. Todavia muitas pessoas acabam por se esquecer do que têm no frigorifico e acabam por deixar a comida apodrecer. Procure guardar os restos em tupperwares transparentes, bem identificados. Assegure-se que todo os restos alimentares ficam fechados dentro de recipientes apropriados.

 

  1. Comer as cascas

Sempre que possível deve consumir as cascas das frutas. Não as deite simplesmente para o lixo. Também a pele animal – de frango, por exemplo – pode ser aproveitada. A verdade é que estes elementos contêm bastantes vitaminas e minerais.

 

  1. Dê uso à liquidificadora

Esta é uma forma ideal de aproveitar frutas e vegetais que se possam estar a aproximar do seu prazo de validade. Coloque todos esses ingredientes numa liquidificadora e prepare um delicioso smoothie. Está é uma forma prática de obter todos os benefícios nutritivos e reduzir o desperdício alimentar.

 

  1. Faça caldos

Para confeccionar um caldo caseiro basta utilizar o excesso alimentar das suas refeições. Ao invés de deitar para o lixo as cascas e restos dos vegetais, deve aproveitá-los para – juntamente com a água – criar caldos que pode usar para dar sabor às suas refeições. Os ossos e restos de carcaça animal podem também ser aproveitados para este efeito.

 

  1. Controle as suas doses

A grande maioria das pessoas come demasiado. É frequente enchermos o prato de comida quando nem sempre temos sequer apetite para tanto. Este hábito afeta não só a sua saúde e forma física, como pode contribuir também para um maior desperdício alimentar, dado que no final da refeição pode acabar por deitar para os lixos os restos que já não conseguiu comer. Seja comedido e privilegie refeições mais leves.

 

  1. Congele

Congelar comida é a forma mais simples de preservar os seus ingredientes. Vegetais e frutas que possam estar prestes a estragar-se devem ser congelados para mais tarde aproveitar num smoothie, por exemplo. Um excesso de ervas aromáticas pode ser misturado com azeite e alho para criar um preparado ideal para utilizar em salteados. Sopas e restos de refeições podem igualmente ser preservados em segurança no congelador.

 

  1. Compreenda os prazos de validade

Atingir o prazo de validade nem sempre significa que um produto deva ser colocado no lixo. A grande maioria da comida que ultrapasse ligeiramente estes prazos encontra-se ainda segura para consumo. Sobretudo se tiver preservado bem os produtos. O fundamental é garantir que cheira e prova antes de cozinhar. Use os seus sentidos para perceber qual o estado real destes produtos.

 

  1. Seja criativo

Acima de tudo deverá procurar expressar a sua criatividade na cozinha. Ao invés de seguir religiosamente certas receitas, procure adaptá-las de acordo com os ingredientes que tem disponíveis. Misture e acrescente novos sabores a pratos tradicionais. Tudo para garantir que não deita para o lixo ingredientes que possam ser facilmente incluídos nos seus pratos.

 

 

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
Loading...