Afinal, qual o segredo para uma reforma feliz?

Se está a pensar em reformar-se então é hora de conhecer exatamente as 5 coisas que podem tornar esta fase da sua vida bem mais agradável.

Se lhe perguntassem como seria a sua reforma de sonho o que diria exatamente? Uma vida tranquila junto à praia numa ilha paradisíaca? Uma casa confortável e total independência financeira? É certo que o dinheiro é um componente essencial durante o processo de reforma, no entanto pode não ser o elemento mais determinante para a sua felicidade.

Uma grande folga financeira não é sinónimo de boa saúde e de relações sociais relevantes. É certo que existem outras coisas que podem ser bem mais importantes para o seu bem-estar físico e mental do que uma carteira cheia.

[Leia também: Reforma. Estas 3 decisões financeiras podem vir a comprometer o seu futuro]

De acordo com o portal AARP, estes são apenas alguns dos segredos que deve considerar caso pretenda viver um período de reforma satisfatório.

 

  1. O dinheiro não é tudo

Tal como explicado, não é necessária nenhuma quantidade avultada de dinheiro para que se sinta feliz. Apenas necessita de ter o suficiente para viver uma vida confortável, sem grandes preocupações. Acima de tudo é necessário que esteja preparado para ajustar o seu estilo de vida e hábitos de consumo. A “chave” para uma reforma de sucesso é conseguir minimizar os custos e gastos desnecessários.

Deve ser capaz de analisar as suas condições financeiras e criar um plano. Perceba qual o valor dos seus custos fixos e quanto irá necessitar para viver uma vida como deseja.

Adicionalmente é provável que com o passar do tempo tenha já percebido que não são os grandes luxos e as grandes compras que nos trazem felicidade. Saiba apreciar as coisas pequenas que realmente mais valor acrescentam à sua vida.

 

  1. Faça da saúde uma prioridade

É certo que não pode controlar a sua herança genética, no entanto é possível assumir alguns comportamentos que tentem assegurar uma velhice mais saudável e ativa. Procure encontrar um desporto ou atividade que goste de fazer. Caminhar, andar de bicicleta ou caminhar são tudo excelentes opções que podem estender a sua longevidade.

De resto procure assegurar que tem nas suas proximidades condições e serviços clínicos de qualidade. É fundamental que escolha viver num local com uma boa oferta hospitalar que lhe permita um acompanhamento próximo e rápido. Sobretudo caso sofra de alguma doença pré-existente este é um tema que não deve desvalorizar.

Tente fazer ativamente tudo aquilo que ainda deseja concretizar. Enquanto estiver de boa saúde deve aproveitar para viajar e viver experiências inesquecíveis.

 

  1. As relações importam

Todos somos animais socias pelo que o isolamento é um dos maiores riscos para a nossa saúde e bem-estar. Mesmo que seja algo introvertido ou não aprecie tanto a companhia dos outros nunca deve descurar este aspeto. Habitualmente os idosos que vivem isolados, sem contacto frequente com outras pessoas, vivem menos tempo e são mais infelizes.

De acordo com a clínica Mayo, os benefícios associados a uma maior convivência são inúmeros. Uma forte socialização pode ajudar a reduzir o risco de inúmeros problemas graves de saúde, tais como a depressão, a hipertensão ou obesidade.

Se pretender ir morar para um novo local quando se reformar assegure-se de que conhece bem a zona assim como alguns dos vizinhos. Não deixe igualmente de cuidar das suas relações já existentes e mantenha a família, se possível, por perto.

 

  1. Faça um plano concreto

É fundamental que antes de se reformar defina exatamente o que deseja fazer durante esse período e como deseja viver o seu dia-a-dia. Estes tipos de considerações futuristas vão ajudar a que se prepare da melhor forma. Muitas vezes as pessoas acabam por perceber que precisam ainda de poupar algum dinheiro adicional para concretizar alguns dos seus sonhos na reforma. Já outras percebem que estão mais do que prontas para se despedir do emprego.

Mais importante é garantir que esta “visão” está alinhada com as vontades do seu parceiro/a. Este é um tema que deve ser discutido e planeado enquanto casal, de forma a evitar futuras frustrações desnecessárias.

 

  1. Encontre o seu propósito

A reforma não deve significar “parar”. Apesar de todas as distrações e hobbies aos quais poderá dedicar grande parte do seu tempo, é fundamental que não deixe de definir um propósito maior para a sua vida durante esta fase.

Nos primeiros meses de reforma é natural que as pessoas apreciem o seu tempo livre para fazer tudo aquilo que não conseguiam há anos. No entanto de forma a evitar o aborrecimento e uma eventual crise existencial é importante que defina algo de maior importância ao qual se deseja dedicar verdadeiramente. Isso pode passar por se dedicar a melhorar a sua comunidade local ou começar um qualquer projeto que pretenda gerar um impacto positivo. Encontre o seu caminho e defina o seu propósito.

 

[Leia também: Já imaginou como será o primeiro dia da sua reforma? Eis 3 dicas para começar da melhor forma]

 

 

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...