Atenção: estes são os 5 cafés mais caros (e estranhos) do mundo

Alguns destes produtos altamente exclusivos podem ter características deliciosas e… bizarras.

O café é sem dúvida um dos produtos mais comercializados e populares da atualidade. Todos os dias milhões de pessoas iniciam o seu dia com o auxílio de uma bela, quente e reconfortante chávena de café.

Acredita-se que a origem deste produto seja a província de Kaffa, no sudeste da Etiópia. Aqui as sementes do cafeeiro eram naturalmente e abundantemente plantadas. A partir do séc. XI as tribos começaram as misturas os grãos de café com gordura animal e mais tarde esta bebida foi “introduzida” na Arábia, acabando progressivamente por se espalhar pelo resto do mundo.

[Leia também: Café. O segredo para uma vida longa?]

Sendo certo que atualmente o café é habitualmente um produto bastante comum e acessível, a verdade é que existe um grupo seleto de consumidores que está sempre em busca de tipos de café especiais e exclusivos. Muitos destes apreciadores estão dispostos a pagar milhares de euros por uma moagem que garanta um aroma, sabor e perfil único. Mesmo que isso por vezes signifique o processamento dos grãos envolva uma passagem pelo trato intestinal de alguns animais…

Eis os 5 cafés mais caros e estranhos que vai querer provar.

 

  1. Kopi Luwak

Este café existe graças ao mamífero civeta-africana. Este animal consume os grãos de café e depois “expulsa-os” através do trato intestinal. Mais tarde os mesmos são lavados e tostados ligeiramente para aliviar a amargura. Este processamento algo curioso garante um sabor único.

 

  1. Black Ivory

Este café pode chegar a custar 1600€ por um só quilo. Tal como o Kopi Luwak também envolve a passagem por fezes animais. Neste caso são ingeridos por elefantes. Sendo que são depois selecionados os grãos mais prefeitos e exclusivos que sobrevivem a este processo extremo.

 

  1. Blue Mountain Jamaica

Cultivado nas Montanhas Azuis da Jamaica este café é conhecido pelo seu sabor suava e ausência de amargura. Estima-se que mais de 80% desta produção seja exportada para o Japão onde este tipo particular de café é altamente apreciado.

 

  1. Geisha Hacienda La Esmeralda

Em 2014 este tipo de café atingiu valores recorde em leilão. A colheita apenas é feita quando o fruto está completamente maduro, sendo depois os grãos naturalmente lavados e processados. A área de cultivo situa-se a mais de 1800 metros de altitude numa pequena vila do Panamá.

 

  1. Helena Cofee Company

Este tipo de café diferencia-se de todos os restantes pois os grãos são lavados e secos pelo sol. Este é um processo demorado que se pode prolongar por quatro meses. É produzido na ilha de Santa Helena. Devido à sua produção pequena, exclusiva e à ausência de mão-de-obra os preços são habitualmente exorbitantes.

 

 

[Leia também: 5 formas simples (e criativas) de aproveitar as borras de café]

 

 

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
Loading...