Champôs secos: qual a sua eficácia?

Os champôs secos podem ser uma boa alternativa para não lavar a cabeça todos os dias. Em spray tendem a apresentar melhores resultados do que em pó.

Em forma de pó ou spray, os champôs secos contêm ingredientes absorventes que, em contacto com o óleo ou com a sujidade superficial, funcionam como “pequenas esponjas” que absorvem a oleosidade à superfície. Depois da escovagem, essas partículas são retiradas e, regra geral, o cabelo fica com aspeto limpo, cheiro fresco e mais volume. Mas é preciso ter atenção à lista de substâncias que compõem este tipo de champôs.

De acordo com um teste a champôs secos recentemente efetuado pela Stiftung Warentest (associação alemã de defesa do consumidor), alguns produtos apresentavam na sua composição a fragrância alergénica lilial (no rótulo identificada como Butylphenyl methylpropional), considerada pouco segura pelo Comité Científico para a Segurança dos Consumidores, da União Europeia, por se suspeitar, a partir de estudos em animais, que pode afetar a fertilidade. Nos produtos testados, também foi encontrada a fragrância lyral (no rótulo como Hydroxyisohexyl 3-cyclohexane carboxaldehyde) que, pelo seu elevado potencial alergénico, só poderá estar no mercado até agosto de 2021. 

Antes de comprar um champô seco verifique, na rotulagem do produto, a presença destas substâncias. Quem tem tendência para alergias ou pele sensível deve evitar mesmo produtos com a substância lyral.

Intercalar o uso de champô seco com as lavagens

A maioria dos champôs secos tem ingredientes propulsores, absorventes e abrasivos que, em conjunto, fazem com que o cabelo pareça limpo sem utilizar água e ganhe volume.

Os propulsores (como o butano, isobutano, propano, álcool, entre outros) são usados para expelir e espalhar os ingredientes uniformemente por todo o cabelo. Outros ingredientes, como o amido de alumínio e a sílica, funcionam como absorventes da humidade e dos óleos que estão à superfície do cabelo.

Alguns produtos podem deixar resíduos nos cabelos, mesmo quando estes são bem escovados, o que pode causar irritação ou comichão no couro cabeludo. Só a lavagem consegue remover estes vestígios, por isso, intercale o uso de champô seco com as lavagens.

Quando lavar a cabeça, garanta que qualquer vestígio de champô seco é eliminado. De acordo com o estudo efectuado pela Stiftung, é menos frequente encontrar resíduos se utilizar um champô em spray. Os em pó podem ficar mal distribuídos pelo cabelo quando são aplicados.

Os champôs secos ainda são caros, com cada embalagem de 200 ml à venda entre € 2,99 e  € 31,87. Por norma, segundo o estudo alemão, os mais baratos são, também, os que têm um cheiro frutado mais intenso.

Como usar um champô seco

O champô seco deve ser usado no cabelo seco, apenas nas áreas com maior oleosidade ou que aparentam estar mais sujas, ou seja, junto à raiz.

É útil numa ocasião em que não tem tempo de lavar o cabelo ou para obter mais volume rapidamente. Também são práticos em situações de internamento ou para poupar as pessoas idosas e doentes de lavagens capilares cansativas. No caso dos cabelos pintados, evita-se o constante contacto com a água que vai esbatendo a cor.

  • Agite bem o produto e pulverize-o cerca de 15 a 30 cm do cabelo, abrindo madeixas (“risca a risca”).
  • Com as mãos, massaje um pouco para que o produto fique bem espalhado.
  • Deixe atuar durante algum tempo.
  • Escove bem o cabelo de forma a eliminar todos os resíduos.

No final, escove o cabelo com uma escova larga.

O uso de champôs secos não deve substituir por completo a lavagem do cabelo com um champô “normal”. Os champôs “normais” tem surfactantes que limpam o cabelo e o couro cabeludo.

Leia sempre as instruções do produto antes de utilizar. O uso excessivo pode tornar o cabelo muito seco, uma vez que retira a oleosidade do cabelo. Ao pulverizar o cabelo, tenha cuidado para não inalar o champô.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Black Friday 2019 em números
Automonitor
FIA escolhe Braga como palco do Hill Climb Masters 2020