Lembra-se de Adriana Calcanhotto?

Cantora está de regresso.

Horário de Verão é o primeiro single do 13.º álbum de Adriana Calcanhotto, que será lançado em março. “Errante” marca o regresso a estúdio depois de Margem em 2019 e Só, lançado em 2020, durante a pandemia.

Horário de Verão nasceu durante a tour em Portugal, e fala sobre falsas ilusões numa relação, com uma associação direta ao momento em que no horário de verão, as luzes mudam de lugar, tal como refere o verso da canção.

Bossa nova com um toque de samba e vice-versa, Horário de Verão retrata a impossibilidade de controlo ou a incerteza.

Não é nada mais do que uma ficção do controlo do tempo, por decreto.

Contudo, o tempo, tal como o amor, não pode ser controlado: “Houvesse modo de fazer o amor obedecer / Se alguém pudesse comandar o que lhe vai no coração / Mudar as luzes de lugar / Horário de verão / Quisera eu não mais esperar / Pelo que você jamais prometeu”.

“Errante” será lançado em março, e conta com diversas composições inéditas da artista. Adriana é a primeira artista brasileira contratada pela Modern Recordings, da BMG International, que tem no seu portfólio, nomes como Pat Metheny, Rickie Lee Jones e Daniel Lanois.

O álbum foi produzido em novembro e dezembro de 2021 no Rocinante studio, em Araras (Rio de Janeiro).

Todo o trabalho foi gravado com a banda criada por Adriana Calcanhotto (guitarra e voz) com Alberto Continentino (baixo, piano e lira), Davi Moraes (guitarra e guitarra acústica) e Domenico Lancellotti (bateria e percussão), com o apoio de Diogo Gomes, Jorge Continentino e Marlon Sette.

Adriana Calcanhotto em Portugal nos meses de maio e junho

24.Maio | Coimbra | Convento S. Francisco

26.Maio | Lisboa | CCB

27.Maio | Estarreja | Cine Teatro

29.Maio | Ponta Delgada | Teatro Micaelense

31.Maio | Porto | Casa da Música

23. Junho | Faro | Teatro das Figuras

Ler Mais


loading...
Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

8 + 1 =