Não é só uma questão de vida ou de morte: é uma questão de honra

Saiba os motivos.

Em 1966, em plena Guerra Fria, Gerald Scott, um antigo coronel do Exército britânico caído em desgraça após falhar a sua missão enquanto vigilante durante os Julgamentos de Nuremberga, deixa em testamento ao seu único filho, Adam, uma misteriosa carta com instruções para aceder a um cofre num banco na Suíça, onde se encontra guardado um ícone ortodoxo, criado para um czar.

Após viajar para a Suíça, Adam Scott, que não tem, à partida, qualquer interesse em ficar com a peça, vê-se envolvido numa série de estranhos acontecimentos, que incluem o assassínio da sua namorada Heidi, e os ataques do KGB, da CIA e dos serviços secretos britânicos.

Sem compreender o que se passa (sabe apenas que todos o querem silenciar), o filho de Gerald Scott vê-se lançado numa luta desesperada pela vida, enquanto percorre as grandes cidades europeias. Quando finalmente descobre a verdade, e a importância do objeto que tem na sua posse, Adam Scott decide fazer de tudo para a proteger e defender a honra e memória do seu pai.

Publicado em 1986 no Reino Unido, Uma Questão de Honra, um romance de espionagem clássico e um dos grandes sucessos de Jeffrey Archer, volta a estar disponível em Portugal, com chancela da Bertrand Editora e tradução de Fernanda Oliveira.