Sabia que a jardinagem faz bem à saúde? Os motivos vai encontrá-los aqui

A jardinagem traz benefícios para a saúde física e mental e consta nas recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Estudos indicam até que é positiva para a destreza física, mental e autoestima dos mais velhos, refere o site medis.pt. Além disso, agrada a pequenos e graúdos e não tem contraindicações. Seja no jardim ou na varanda, experimente.

JARDINAR FAZ BEM
30 minutos a jardinar ao ar livre diminui os níveis de cortisol, a hormona do stress. O estudo, publicado no Journal of Health Psychology, avaliou o impacto da leitura e da jardinagem em casos de stress agudo. Conclusão: a redução foi mais significativa no grupo da jardinagem.

O ritmo das estações e espécies de plantas dita ainda uma diversidade de tarefas a realizar ao longo do ano, outro ponto positivo segundo os especialistas. Promove um estilo de vida mais saudável, estimula o interesse e a aprendizagem, cria objetivos e quebra a rotina e promove o contacto social.

O QUE DIZ A CIÊNCIA?
Nos mais velhos a jardinagem traz ainda outras vantagens, aumenta a destreza manual, o tónus muscular nas mãos e a força de aperto (capacidade de agarrar objetos que tende a enfraquecer com a idade), afirmam investigadores da Universidade do Kansas. Anteriormente, a mesma equipa já tinha mostrado que jardinar pode ser atividade física suficiente para manter os mais velhos em forma, contrariando o sedentarismo característico desta fase da vida.

Cavar, apanhar ervas daninhas, usar o ancinho ou plantar solicita vários grupos musculares e pode ser encarada como uma atividade física plena.

VIDA MAIS ATIVA, MAIS RICA
Autoestima e sentimento de recompensa surgem associados às tarefas da jardinagem, um efeito potenciado pelo contacto com a natureza e com outras pessoas.

A participação em jardins comunitários ou hortas urbanas permite a partilha de conhecimentos e ideias entre diferentes gerações.

É uma atividade que faz bem ao indivíduo, a nível físico e de autoestima, mas que também combate o isolamento, fortalecendo laços sociais tão importantes nesta fase da vida.

CUIDADOS A TER
Outro trunfo da jardinagem é a sua versatilidade. Pode ser ajustada à condição física de cada um, seja no tipo, duração ou intensidade. Nas faixas etárias mais avançadas o risco de lesões é maior pelo que requer precauções.

A entidade norte-americana Centers For Disease Control and Prevention recomenda, ainda assim, alguns cuidados.

Antes de iniciar certifique-se de que tem a vacina do tétano em dia.
Use repelente de insetos.
Evite subir escadotes ou manobrar máquinas ou ferramentas sem estar acompanhado.
Deve usar luvas e calçado confortável, com uma sola com boa aderência para evitar quedas.
Usar calças e mangas compridas, chapéu e aplicar protetor solar é também aconselhado.
Fazer jardinagem em alturas de muito sol ou calor é de evitar e convém não esquecer a ingestão de líquidos com frequência.

DICA
Juntar crianças e idosos em torno da jardinagem potencia as trocas intergeracionais e tem um impacto mais significativo do que atividades como os trabalhos manuais, defende pesquisa da Virginia State University.

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
Loading...