Será o afastamento a melhor solução? Saiba como lidar com os conflitos entre irmãos

Deve ser capaz de diferenciar uma relação tóxica de meras diferenças ou rivalidades.

Somos ensinados desde pequenos a acreditar que teremos sempre a família a nosso lado. Que estes “laços” são inquebráveis. No entanto isto nem sempre é verdade ou, pelo menos, assim tão simples. As relações familiares podem ser profundamente complexas e desafiantes.

Sobretudo o relacionamento entre irmãos parece poder tornar-se especialmente conflituoso com a passagem do tempo. Apesar de crescerem juntos na mesma casa, nada garante que não vão crescer e transformar-se em pessoas totalmente diferentes. As personalidades podem rapidamente entrar em conflito, as rivalidades podem acentuar-se.

[Leia também: 5 Lições financeiras que aprendemos com as nossas mães]

Existem diversos fatores que podem contribuir para este tipo de afastamento entre irmãos. Abuso emocional, competição pela atenção parental, ressentimentos, a morte de um dos pais, divórcio, etc. Tudo isto pode acentuar os problemas.

Por vezes pode ser importante assumir o afastamento e “cortar” o relacionamento com um irmão. Isto não significa necessariamente que estamos a desistir da relação, significa apenas que compreendemos o facto de não ser possível resolver uma determinada situação traumática e, como tal, escolhemos proteger a nossa sanidade mental.

Eis 5 dicas e estratégias fundamentais para lidar melhor com este tipo de decisões familiares, em particular em relação ao seu irmão ou irmã.

 

  1. Pare de justificar o comportamento negativo do seu irmão(ã)

É habitual que em muitos casos as pessoas procurem desvalorizar certos comportamentos negativos e tóxicos de um irmão, apenas para garantir a estabilidade familiar. Procuramos sempre manter a paz no seio familiar. No entanto caso as atitudes do seu irmão estejam a ultrapassar os limites e comecem a afetar o seu bem-estar, então estará na hora de comunicar os seus sentimentos e explicar que necessita de se afastar.

  1. Perceba se o afastamento é a única solução

“Estou a afastar-me de “cabeça quente” ou isto é algo que tenho vindo a ponderar ao longo do tempo?” É importante que perceba se está a afastar-se pelas razões certas e não apenas por um impulso. Perceba que a sua decisão irá afetar também a sua família e poderá danificar outras relações.

A relação ainda poderá ser salva ou é mesmo necessário um corte decisivo? Terá que analisar cuidadosamente qual será a resposta a esta pergunta. O importante é que se sinta confiante e em paz com qualquer que seja a sua decisão.

  1. Decida se pretende um afastamento temporário ou permanente

Esta má relação e estes desentendimentos podem ser resolvidos com um afastamento temporário ou será mesmo necessário um “corte” absoluto e sem termo? Pense no seu futuro sem o seu irmão e perceba como isso o faz sentir. Caso deseje um dia voltar a estabelecer uma relação saudável, então prepare-se para ouvir a perspetiva do seu irmão e para partilhar alguma da culpa.

Infelizmente, em casos extremos, pode ser quase impossível solucionar uma relação tóxica. Aqui provavelmente o melhor para si e para o seu bem-estar será afastar-se permanentemente, sem sentir nenhuma culpa ou ressentimentos.

  1. Não espere um pedido de desculpa ou uma mudança repentina de comportamento

Apesar de para si, passado um tempo, poder ser possível perdoar as coisas erradas que o seu irmão fez e seguir em frente, isso não significa que o seu irmão sinta o mesmo. Infelizmente não deve esperar que subitamente a situação se transforme positivamente. Poderá demorar anos até que o seu irmão esteja interessado em estabelecer uma relação mais positiva ou isto pode até nunca acontecer. Aceite a decisão dele e avance com a sua vida.

  1. Comunique os seus sentimentos

É fundamental que não guarde todos estes sentimentos e emoções apenas dentro de si. Seja com um amigo, colega ou psicólogo é fundamental e recomendável que partilhe com outra pessoa as suas emoções. Ao expressar os seus sentimentos irá estar a validar e clarificar o seu pensamento.

 

[Leia também: Está numa relação tóxica? Conheça os sinais]

 

 

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...