Beleza aos 50: qual o segredo?

A beleza não tem idade e cada vez mais esta máxima se aplica não apenas a elas, mas também a eles. Manter-se saudável e em boa forma física é a chave.

Não se trata de aplicar botox ou fazer uma cirurgia plástica. Mas também não vale a pena pensar que água e sabão são quanto basta. A beleza a partir dos 50 (e por vezes antes) precisa de ser cultivada, e os cuidados a ter devem tornar-se uma rotina diária, tanto para mulheres como para homens.

Outro aspeto a ter em consideração é que a beleza não se mantém apenas através de produtos de eficácia comprovada. Não há eficácia comprovada que atinja os máximos resultados se velhos hábitos como fumar, por exemplo, continuarem a lesar as células da pele, ou se a alimentação não for a mais indicada para manter a saúde geral. De resto, ter saúde é meio caminho andado para o seu aspeto aos 50 ser tão resplandecente como noutra idade qualquer.

Em termos gerais, a forma como se sente e a sua aparência aos 50 anos dependem da maneira como cuidou de si ao longo de toda a sua vida. Toda a gente cometeu alguns excessos, como ficar longas horas na praia com os amigos sem utilizar protetor solar, embarcar em dietas loucas, exagerar um pouco na Happy Hour, ou deixar de lado o exercício físico durante mais tempo do que deveria. No entanto, também existem diferenças entre ter feito deste tipo de erros uma forma de estar na vida ou, simplesmente, ter-se permitido alguns excessos de vez em quando.

Se está na casa dos 50 e gosta de se ver ao espelho, pode agradecer a si mesmo, dado que aquilo que vê é o resultado de anos de alguns bons hábitos que alimentou. Por outro lado, os nossos leitores mais jovens devem olhar para esta questão com ainda maior atenção porque, provavelmente, continuam a tempo de alterar alguns hábitos simples com impacto positivo no bem-estar e na beleza que terão aos 50 anos. Nunca é demasiado cedo nem demasiado tarde para começar a cuidar melhor de si, mas é verdade que os melhores resultados são sempre obtidos por quem começa mais cedo.

A idade

A nossa sociedade associa frequentemente a beleza à juventude, de tal forma que estes dois conceitos são quase inseparáveis. Muito frequentemente os modelos que se encontram nas grandes campanhas de publicidade são muito jovens e nas capas de algumas revistas o Photoshop é rei e senhor, parecendo haver uma preocupação em remover todos os sinais de que há vida depois dos 25 anos. É claro que esta associação não faz o menor sentido. Toda a gente, independentemente da idade, quer ser bonita e estar no auge da sua melhor aparência física. E quando se estabelecem limites ao conceito de beleza, muito daquilo que é a realidade fica de fora. Aliás, a beleza não é uma constante – está sempre a mudar – e nem sequer existe uma definição universal daquilo que é belo.

João Martins, especialista em Cirurgia Plástica, Estética e Reconstrutiva, lembra que «conceito de beleza é muito relativo, já que percecionamos a realidade de formas diferentes, mas, na minha prática clínica, tenho uma premissa muito clara: a beleza está no equilíbrio entre os traços originais de cada um e uma imagem que os faça sentir confiantes».

Felizmente, a indústria da beleza tornou-se, nos últimos anos, mais inclusiva no que diz respeito aos consumidores com mais idade. Quem visse as campanhas de publicidade de cremes e cosméticos há uma década poderia pensar que as mulheres simplesmente teriam desistido de utilizar estes produtos após os 40 anos, o que era tão falso na altura como é hoje em dia.

Várias marcas promovem hoje a beleza em idades mais avançadas e também em grupos que não se integram nos estereótipos alimentados durante anos. E o facto desta inclusão se ter tornado consistente nos últimos tempos leva a concluir que não se tratou de um incidente isolado. A beleza em todas as idades parece ser, de facto, uma tendência que as marcas estão a seguir.

O facto de vivermos numa sociedade em que o culto do corpo está cada vez mais presente coloca principalmente a pressão do lado dos jovens, mas isso não significa que os mais velhos sejam impotentes no decurso das alterações do seu corpo. Pelo contrário, existem formas muito simples de evitar um envelhecimento precoce que, muito antes de chegarem aos cremes e às loções, passam por ter os devidos cuidados com o sol, fazer exercício físico, alimentar- se equilibradamente e dormir melhor. Em resumo, manter um estilo de vida saudável torna-o saudável, e pessoas saudáveis parecem mais jovens. Se existe algum segredo para ser jovem para sempre, esse segredo não tem nada de novo: trata-se principalmente de manter-se com saúde.

 

 

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...