Como comer menos carne, segundo os especialistas (sem ter de adotar medidas extremas)

Investigadores alertam para os benefícios de se adotar uma dieta mais equilibrada.

Atualmente o consumo de carne tem, mais do que nunca, uma conotação negativa. Uma maior consciência ambiental, de saúde e proteção animal, levou a Sociedade a perceber os impactos negativos da indústria da carne tanto para o meio ambiente como para o nosso bem-estar.

Somam-se os estudos (e documentários) que assinalam a forma como uma dieta vegetariana pode ajudar a prevenir o aparecimento de doenças, como o cancro e a diabetes. Como tal, cada vez mais vemos pessoas a “converter-se” a uma alimentação exclusivamente baseada em plantas. No entanto, alguns investigadores alertam para o facto de na maior parte dos casos não ser necessária uma transição tão radical para se começar a sentir os benefícios de uma alimentação não tão baseada em proteína animal.

Um estudo recente da Universidade de Harvard concluiu que ao substituirmos apenas uma refeição diária de carne por uma dose de frutos secos, podemos estar a reduzir o risco de morte prematura em cerca de 20%. Se substituirmos essa refeição por uma dose de legumes esse risco é reduzido em 10%. Em suma, quanto mais formos capazes de substituir algumas doses diárias de carne por outros pratos “vegetarianos”, melhores serão os benefícios para a sua saúde.

Pode, no entanto, ser complicado fazer esta gestão e decidir “cortar” com uma série de pratos de carne que habitualmente sempre fizeram parte da nossa dieta. O que cozinhar em alternativa? Que ingreidentes utilizar? Para ajudar neste projeto, eis um conjunto de dicas.

  1. Use temperos e condimentos saborosos

É certo que o sabor da carne é pouco comparável a qualquer outro tipo de vegetal. Apesar disto é importante que procure alternativas alimentares que sejam igualmente saborosas e que ajudem a replicar um pouco as sensações despertadas pela carne.

Para este efeito, existem um conjunto de alimentos que poderão ser particularmente eficazes. A Soja, o misso, os cogumelos e os tomates (sobretudos secos) ajudam a criar uma maior dinâmica de sabor aos seus pratos. Adicionalmente os temperos e condimentos certos são absolutamente fundamentais. Cominhos, caril e sobretudo um pouco de paprika pode ajudar a enriquecer os seus pratos.

  1. Aproveite melhor os cogumelos

Este tipo de fungos são particularmente interessantes pois conjugam um sabor salgado com uma textura que faz lembrar um pouco a carne. Podem assim ser ótimos substitutos que pode cozinhar de variadíssimas formas. Experimente grelhar um Portobello e use-o como um hamburguer. Corte cogumelos em pedaços e utilize-os em receitas de chili. Não tenha receio de arriscar.

  1. Feijões, Feijões, Feijões

Este é um alimento rico em proteína (tal como a carne) que contém igualmente bastante fibra. É assim algo que deve acrescentar à sua dieta com total confiança. Apesar de o seu sabor ou textura serem bastantes diferentes da de um naco de carne, existem inúmeras formas de criar pratos saborosos tendo como base o feijão.

  1. Explore o Mundo dos veggie burguers

Uma das coisas que parece assustar muitas pessoas, é a ideia de terem que preparar pratos mais complicados quando chegam a casa após um dia de trabalho. Todos sabemos o quão conveniente é fritar um hamburguer em 5 minutos, sem grande preparação.

Felizmente existem igualmente alternativas vegetais bastante fáceis de cozinhar. Os veggie burguer (que podem ser congelados ou não) são porventura uma das formas mais conveniente de substituir algumas refeições de carne. São extremamente saborosos e existem em inúmeras variedades. Experimente vários e tente encontrar aqueles cujo sabor for mais do seu agrado.

  1. Conheça melhor o Tofu

Esta é uma das alternativas à carne mais conhecidas. Infelizmente tem uma má reputação. Muita gente critica o sabor e textura deste alimento. No entanto muitas vezes a culpa é da forma como é cozinhado.

Existem diversos tipos de tofu. Normalmente todos são conhecidos por absorver bem quaisquer molhos ou temperos que decida incluir num prato. Assim tem a flexibilidade de ajustar o sabor deste alimento conforme desejar. Experimente várias receitas, vai ver que irá encontrar pelo menos uma ideal para si.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...