Como derrubar os limites da mente em três fases

Os ciclos são constituídos por várias fases e se não soubermos em que fase nos encontramos nem para onde queremos evoluir sentimo-nos perdidos.

É como tentar encontrar o caminho durante a noite numa floresta escura e sem lanterna.

Nestas horas, é impossível não pensar na pergunta “O que me está a vida a pedir?”, e ainda “o que preciso de mudar na minha vida?” Recomeçar é mudar. É assumir uma nova postura, é sair da zona de conforto, deixar ir o velho para abraçar o novo. Significa olhar para dentro com um novo olhar e vermo-nos como realmente somos.

Por Mário Caetano,  coach e empreendedor

A premissa de que a única coisa constante na nossa vida é a mudança é uma verdade. A cada mudança inicia-se um novo ciclo. Para trazeres clareza ao teu caminho e saber onde podes colocar os pés em segurança, quero falar-te das três fases de um novo ciclo.

Primeira fase

Imagina-te a carregar o carro para as tuas merecidas férias, com as malas da família, brinquedos dos miúdos, caixa de transporte do cão, geleira, guitarra e sacos de comida. Depois de tudo arrumado, olhas para o carro e perguntas: “onde é que a família se vai sentar se todo o espaço já foi ocupado?”.

Pois é, por vezes andamos tão ocupados a querer conquistar o nosso objetivo e a tentar alcançar o nosso ponto B que nos esquecemos de que não temos mais espaço dentro de nós. Não temos mais espaço para novos pensamentos, para novos sentimentos, para novas ideias e para novas experiências. E sem espaço livre não existe espaço para a reinvenção. Por isso, a fase um tem uma missão muito clara que é abrir o espaço para o novo. É estar disponível para a novidade e para o que o tempo trouxer com isso. Fase um – abrir espaço para o novo.

Segunda fase

Se te entregarem um arco e uma flecha para as mãos e te disserem para atirar, a pergunta que te surge naturalmente é: “atiro para onde? ”. Precisamos de um alvo específico, de um ponto B. Ninguém apanha um autocarro sem saber qual é o destino.

Muitas vezes sabemos exatamente o que não queremos, mas definir os nossos objetivos e alinhá-los com o nosso propósito parece-nos uma tarefa mais difícil. Mas, por mais que pareça difícil definir o que se quer, passar por esse processo é fundamental para obter melhores resultados e alcançar o sucesso desejado. Fase dois – saber a direção a seguir

Terceira fase

Cada fase de um ciclo de sucesso é bem definida, mas elas trabalham em conjunto e, nesse processo, alimentam-se mutuamente. Apesar de o potencial humano ser ilimitado, a maior parte dos resultados que obtemos não reflete este potencial. E porque é que isso acontece? Por que não lidamos bem com as frustrações, mesmo as pequenas.

É das frustrações que crescem as crenças limitadoras. É por não acertarmos à primeira que paralisamos e interrompemos ciclos que nos podem trazer sucesso. A terceira fase tem a missão de derrubar esses limites da mente que afastam a concretização dos nossos objetivos e a realização dos nossos sonhos.

Recentemente, lancei o documentário “Spiritual Mindset – Derrubando os limites da mente”, no qual 14 pessoas passam pelo processo de superação e de encontro com um propósito maior para as suas vidas, passando por processos de meditação, respiração e imersão em águas geladas e que culmina com uma transformação da perceção da própria pessoa.

Especialmente no mundo corporativo, encontrarmos o nosso propósito pode trazer vários benefícios para as equipas. Para tal, as empresas devem optar por realizar retiros corporativos, de forma a ajudar as equipas empresariais a encontrarem um propósito conjunto, tendo como base o desenvolvimento do seu mindset. Ter apoio nessa mudança de ciclo fortalece as nossas convicções e faz com que cheguemos mais longe. Fase três – derrubar os limites da mente e encontrar o seu propósito de vida.

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
Loading...