É mulher e tem mais de 50 anos? Estas são as consultas médicas que deve marcar já amanhã

A partir de uma certa idade todo o cuidado é pouco. Sobretudo se é mulher podem existir alguns riscos associados ao seu envelhecimento que deverá manter sob controlo.

Todos queremos envelhecer bem. Procuramos fazer escolhas ao longo da nossa vida que aumentem o número de anos que ainda vamos permanecer neste Mundo. Tentamos comer melhor, fazer exercício físico, entre outros.

No entanto a melhor forma de garantir que estamos de boa saúde é inevitavelmente fazer consultas médicas e check ups regulares. Isto para assegurar que qualquer problema de saúde é detectado rapidamente, aumento dramaticamente o sucesso de eventuais tratamentos.

Apesar de sabermos a importância de agendarmos visitas regulares ao centro de saúde ou hospital, a verdade é que segundo o Center for Disease Control and Prevention (CDC), apenas um em cada quatro adultos, com idades entre os 50 e 64, realiza todos os exames e consultas preventivas que são recomendados.

Sobretudo para as mulheres, que a partir destas idades pode estar a passar pela menopausa é particularmente relevante realizarem uma série de check ups que garantam que tudo se encontra bem com a sua saúde.

Aqui seguem 4 tipos de consultas médicas e exames que não deverá mesmo deixar de marcar.

  1. Ginecologista

Este é um tipo de consulta que deverá marcar pelo menos uma vez por ano, caso já tenha mais de 50 anos. O seu médico terá a oportunidade de examinar todo o seu sistema reprodutivo, ovários, útero, etc, garantindo que tudo se encontra em normalidade.

Acima de tudo, ir frequentemente ao ginecologista pode ser instrumental para a rápida detecção de quaisquer sinais de tumores ou cancros, aumentando as probabilidades de remoção correta dos mesmos.

  1. Mamograma

Tal como a ida ao ginecologista, agendar um mamograma com o seu radiologista deverá ser algo que faz todos os anos. Em 2018, o estudo publicado no jornal internacional “Cancer” afirmou que as mulheres que participam em exames mamários regulares, têm um risco 60% inferior de morrem de cancro na mama nos dez anos após o seu diagnóstico inicial.

  1. Reumatologia

Com o avanço da idade é natural que perca alguma da densidade nos seus ossos. Assim, de acordo com a Mayo Clinic, é essencial que a partir dos 65 todas as mulheres comecem a planear check ups regulares à saúde dos seus ossos. Uma consulta regular ao seu reumatologista poderá ajudar a assegurar que os seus ossos continuam com níveis satisfatórios de minerais, através do uso de medicação ou simplesmente pela prevenção de alguns hábitos ou comportamentos que possam colocar em risco a saúde dos seus ossos.

  1. Nutricionista

A partir de uma certa idade passa a ser ainda mais relevante tomar atenção à sua alimentação. Para este efeito contar com um especialista que em conjunto consigo crie um plano que se adeque às suas necessidades pode ser essencial.

De referir que uma das principais causas de morte para mulheres com mais de 50 anos têm origem em problemas cardiovasculares, que podem ser agravados pela diabetes, pelo colesterol ou alta pressão arterial. Uma alimentação cuidada poderá assim ajudar a prevenir muitos destes riscos, garantindo o seu bem-estar nesta importante fase da sua vida.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Black Friday 2019 em números
Automonitor
FIA escolhe Braga como palco do Hill Climb Masters 2020