Esta nódoa negra é normal ou sinal de algo mais grave? Um especialista explica

Sobretudo em pessoas mais velhas, as nódoas negras são algo comum. No entanto em alguns casos podem ser sinal de alguma condição médica mais preocupante.

À medida que vamos envelhecendo, os hematomas ligeiros (ou nódoas negras) na nossa pele tornam-se mais visíveis e frequentes. Isto acontece sobretudo porque a pele envelhecida tende a perder alguma da sua espessura e gordura interior que atua como agente protetor.

Na maior parte dos casos, as nodoas negras são causadas por fortes impactos ou lesões, que ao danificar os vasos sanguíneos, acabam por formar pequenas machas de sangue derramado que ser formam por debaixo da pele. À medida que o corpo vai reabsorvendo esse sangue, o hematoma desaparece.

Alguma medicação pode contribuir para a formação deste tipo de situações. A toma regular de medicamentos como a aspirina – usada para baixar o ritmo cardíaco – podem gerar nódoas negras. Já os anti-inflamatórios como o ibuprofeno afetam a capacidade do sangue coagular, podendo assim contribuir para a formação de hematomas. Antidepressivos e alguns esteroides podem igualmente contribuir para este tipo de manchas.

No entanto, dependendo da localização da nódoa negra, este tipo de situações pode deixar de ser algo normal e passar a significar algo mais grave e preocupante.

A verdade é que doenças no fígado (tais como a cirrose) são conhecidas por fomentar a formação de hematomas. Segundo o médico especialista Dr. Neha Vyas , diversos problemas no fígado danificam as proteínas no corpo necessárias para o sangue conseguir coagular corretamente.

Ora, apesar de nódoas negras nos braços e pernas serem bastantes comuns, caso verifique que tem hematomas no seu abdômen (sem ter nenhuma razão que os explique) isto pode ser um sinal que tem uma doença mais grave, relacionada com o seu fígado.

Nestes casos é aconselhado que marque uma consulta no médico para determinar a causa destes sinais. Sobretudo se de repente começar a sentir que está a sangrar com mais facilidade e com mais frequência. Apenas o seu médico conseguirá realmente determinar o que se estará a passar. Não adie a consulta.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...