Exames que todas as mulheres devem fazer com regularidade

A prevenção é a melhor forma de combater inúmeras doenças. Quando se trata da saúde da mulher existem vários exames que podem ajudar na prevenção.

Existem alguns exames que são fundamentais para que o médico realize o diagnóstico correto e seja feito o melhor tratamento.

Mamografia
A principal forma de combater o cancro da mama é a prevenção, com possibilidades de cura de até 98% dos casos, se detetado na fase inicial.

Com a mamografia e outros exames clínicos pode ser facilmente identificado. Ele consiste numa radiografia aos seios, sem o uso de contraste e pode ter bilateral, superficial, ou mais geral. A mamografia é recomendada para mulheres acima dos 40 anos, ou com mais de 30 anos se tiverem histórico familiar da doença.

Papanicolau
O papanicolau (Colpocitologia Oncótica), é indispensável. É usado para ajudar no diagnóstico de infeções vaginais e também do cancro de colo do útero, que pode ser causado pelo vírus HPV.

É importante, que independentemente do histórico sexual da mulher, o papanicolau seja realizado regularmente a partir dos 18 anos, com objetivo de prevenir prioritariamente o cancro cervical.

Depois dos 30 anos, é mais comum o surgimento de miomas e de outras doenças relacionadas com o útero e os ovários. Esse exame é simples: o médico realiza uma raspagem de material vaginal para coleta.

Colesterol
O exame de sangue que mede o nível de gordura, também é um exame muito importante, que é preciso fazer regularmente. Ele é fundamental, pois o aumento da gordura no sangue pode entupir veias e artérias e trazer consequências graves.

Análises hormonais 
Entre os exames importantes para as mulheres, estão os exames que avaliam os níveis hormonais, como T4, T3 e TSH, que avaliam a quantidade de hormonas produzidas pela tiróide.

As mulheres, depois dos 30 anos, têm três vezes mais hipóteses de desenvolver distúrbios da tireoide, principalmente o hipotireoidismo. Existem casos em que a mulher começa a sentir dificuldade em perder peso, sofre queda acentuada de cabelo, enfraquecimento das unhas e maior sonolência. Por isso, o exame é tão importante.

Densitometria óssea
A densitometria óssea, está ligada à menopausa e a variações hormonais. A osteoporose é uma doença que atinge um número muito grande de mulheres, essa doença surge devido ao desequilíbrio da atividade das células ósseas, devido à perda de cálcio e, por consequência, ao desgaste do osso.

De modo geral, a osteoporose surge em mulheres com mais de 50 anos e pode ser diagnosticada com ajuda da densitometria óssea.

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
Loading...