Já alguma pensou quais são os idiomas mais difíceis de aprender no mundo?

Nós juntámos uma mão deles e arriscámos a que tente adivinhar quais são. Será que acerta?

Já imaginou tentar aprender russo, com o seu alfabeto cirílico de dez vogais? Ou japonês, com os seus milhares de ideogramas?

Russo
É uma das línguas mais difíceis de aprender porque á da família eslava e o alfabeto cirílico é totalmente diferente do latino, base para a maioria dos idiomas ocidentais. São 10 as vogais faladas na Rússia.

Mandarim
Uma das variações da língua chinesa, utilizada nos principais centros, o Mandarim ficou em evidência nos últimos anos devido ao crescimento económico da China. Por ser uma língua tonal, o significado das palavras pode variar de acordo com o seu contexto e entonação. Além disso, o alfabeto logograma (símbolo que passa um conceito) é muito diferente das letras a que estamos acostumados.

Japonês
O idioma também é tonal e o alfabeto totalmente formado por ideogramas. São nada menos do que 10 mil caracteres e 50 sons diferentes que precisam de ser memorizados, além de compreender dois sistemas silabários e outros cinco de escrita.

Coreano
O alfabeto hangul é fonético e compreende 10 vogais e 14 consoantes. O problema, porém, está na difícil conjugação dos verbos e na necessidade de conjugar até mesmo os adjetivos. Além disso, é de uma família isolada, ou seja, não é parecida com nenhuma outra língua falada no mundo.

Árabe
A principal diferença começa com a forma de escrita: da direita para a esquerda, ao contrário do que estamos habituados. A enorme quantidade de sotaques em cada região também é um impeditivo, além da gramática peculiar.

Finlandês
Apesar de seguir o alfabeto latino, é uma das poucas línguas ocidentais que deriva do urálico, nome dado aos países que habitam a região dos Montes Urais. como a Hungria e da Estónia. A pronúncia é cheia de vogais e a sua gramática leva em conta a variação e cada palavra, além de que a posição na frase determina o sentido que se deseja ter. É uma língua aglutinante, ou seja, é formada pela união de partículas independentes.

Polaco
Assim como o russo, também é da família eslava, mas segue o alfabeto latino. Isso não torna a língua mais fácil de ser aprendida e memorizada pelas pessoas. Primeiro devido à incrível quantidade de consoantes,  35 , e depois não há artigos, existe o género neutro nas frases e o plural dos substantivos depende de quem é o emissor da mensagem.

Tailandês
A sua origem vem do alfabeto khmer e é considerado um dos idiomas mais difíceis em todo o mundo. É uma língua tonal e analítica, ou seja, o sentido de uma frase muda dependendo da entonação fonética nos elementos – são cinco tons vocais que podem alterar completamente o significado de uma palavra.

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
Loading...