Perdeu ou roubaram-lhe a carteira? Cinco passos a dar (imediatamente)

O segredo é agir rapidamente para evitar mais dores de cabeça.

Perder a carteira, com documentos, cartões e dinheiro é uma carga de trabalhos e até perigoso, caso vá parar às mãos erradas, mas queremos ajudá-lo.

O Doutor Finanças partilha cinco dicas de ouro que irão ajudar a que tudo volte à normalidade o mais rapidamente possível. Anote:

1. Contacte as instituições bancárias

Reporte a perda e peça para cancelar os cartões bancários junto do seu banco. A partir desse momento, deixa de ter responsabilidade sobre os movimentos que se façam com esses cartões. Caso seja realizado algum levantamento, a entidade emissora do cartão será responsabilidade.  Pode também reportar a situação à Sociedade Interbancária de Serviços, através do número 808 201 251. Mas, nesse caso, terá de indicar dados como o número do seu cartão e da conta associada, bem como o nome da entidade emissora.

2. Participe o sucedido às autoridades (PSP ou GNR)
Dê todas as informações que conseguir, desde o momento em que pensa ter perdido a carteira. Não se esqueça de pedir uma prova da participação.

3. Também perdeu o telemóvel?
Entre em contacto com a empresa de telecomunicações, explique a situação e peça o cancelamento imediato do cartão SIM. Em seguida, altere todas as palavras-passe ou códigos de acesso de plataformas onde tinha a sessão iniciada, nomeadamente o correio electrónico, redes sociais e homebanking. Se o equipamento for recente, lembre-se que pode haver forma de localizá-lo ou bloqueá-lo, para que quem o encontre não tenha acesso às suas informações pessoais. Verifique esta possibilidade com a operadora. É possível que lhe peçam o International Mobile Equipment Identity.

4. Recupere todos os documentos pessoais
Já tratou das tarefas anteriores? Agora, deve focar-se na recuperação de todos os documentos pessoais que perdeu. Assim que possível, dirija-se às autoridades competentes para cancelar e requerer uma nova emissão dos seus documentos pessoais, como o cartão de cidadão e a carta de condução. Pode fazer tudo isto num único balcão – “Perdi a Carteira” – da Loja do Cidadão. Ao fazer a requisição de segundas-vias dos documentos, terá de pagar os encargos da nova emissão. Para o cartão de cidadão terá que desembolsar 15 euros; no caso da carta de condução, o custo é de 30 euros, assim como o do documento único do automóvel, caso precise também de uma segunda via.

5. Consulte os perdidos e achados
Por fim, consulte o portal dos Perdidos e Achados. Muito provavelmente, nunca ouviu falar desta plataforma até agora, que precisa, mas, através de uma pesquisa rápida pode ter acesso aos bens que foram entregues à GNR e PSP. Só tem de inserir o tipo de bem, a data e a respectiva localização. Pode ser útil, caso a sua carteira dê entrada no sistema como bem achado.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Mark Ronson desvenda futuro dos vídeos de música
Automonitor
Donkervoort celebra os 70 anos do fundador com o D8 GTO-JD70