Perdeu ou roubaram-lhe a carteira? Cinco passos a dar (imediatamente)

O segredo é agir rapidamente para evitar mais dores de cabeça.

Perder a carteira, com documentos, cartões e dinheiro é uma carga de trabalhos e até perigoso, caso vá parar às mãos erradas, mas queremos ajudá-lo.

O Doutor Finanças partilha cinco dicas de ouro que irão ajudar a que tudo volte à normalidade o mais rapidamente possível. Anote:

1. Contacte as instituições bancárias

Reporte a perda e peça para cancelar os cartões bancários junto do seu banco. A partir desse momento, deixa de ter responsabilidade sobre os movimentos que se façam com esses cartões. Caso seja realizado algum levantamento, a entidade emissora do cartão será responsabilidade.  Pode também reportar a situação à Sociedade Interbancária de Serviços, através do número 808 201 251. Mas, nesse caso, terá de indicar dados como o número do seu cartão e da conta associada, bem como o nome da entidade emissora.

2. Participe o sucedido às autoridades (PSP ou GNR)
Dê todas as informações que conseguir, desde o momento em que pensa ter perdido a carteira. Não se esqueça de pedir uma prova da participação.

3. Também perdeu o telemóvel?
Entre em contacto com a empresa de telecomunicações, explique a situação e peça o cancelamento imediato do cartão SIM. Em seguida, altere todas as palavras-passe ou códigos de acesso de plataformas onde tinha a sessão iniciada, nomeadamente o correio electrónico, redes sociais e homebanking. Se o equipamento for recente, lembre-se que pode haver forma de localizá-lo ou bloqueá-lo, para que quem o encontre não tenha acesso às suas informações pessoais. Verifique esta possibilidade com a operadora. É possível que lhe peçam o International Mobile Equipment Identity.

4. Recupere todos os documentos pessoais
Já tratou das tarefas anteriores? Agora, deve focar-se na recuperação de todos os documentos pessoais que perdeu. Assim que possível, dirija-se às autoridades competentes para cancelar e requerer uma nova emissão dos seus documentos pessoais, como o cartão de cidadão e a carta de condução. Pode fazer tudo isto num único balcão – “Perdi a Carteira” – da Loja do Cidadão. Ao fazer a requisição de segundas-vias dos documentos, terá de pagar os encargos da nova emissão. Para o cartão de cidadão terá que desembolsar 15 euros; no caso da carta de condução, o custo é de 30 euros, assim como o do documento único do automóvel, caso precise também de uma segunda via.

5. Consulte os perdidos e achados
Por fim, consulte o portal dos Perdidos e Achados. Muito provavelmente, nunca ouviu falar desta plataforma até agora, que precisa, mas, através de uma pesquisa rápida pode ter acesso aos bens que foram entregues à GNR e PSP. Só tem de inserir o tipo de bem, a data e a respectiva localização. Pode ser útil, caso a sua carteira dê entrada no sistema como bem achado.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Josefinas abre lojas pop-up em Braga e Lisboa
Automonitor
Lexus estreia primeiro elétrico UX 300e na China