Saiba quais são os PPR mais rentáveis no mercado

Analisámos a rentabilidade de quase 700 planos de poupança-reforma (PPR) e concluímos que apenas uma pequena parte vale o esforço de fazer contas ao rendimento. Conheça as opções.

Ao todo, e ainda que a maioria já não esteja disponível para novas subscrições, há quase 700 planos de poupança-reforma (PPR) em Portugal. Problema: apenas uma pequena parte vale o esforço de pegar na calculadora para fazer contas à rentabilidade oferecida.

A totalidade, tanto os que garantem o capital como os de maior risco, rendeu, em média, uns pouco estimulantes 2,2% ao ano, nos últimos três anos (de 2016 a 2018). Mais de metade apresentou um rendimento abaixo dessa média, e pouco mais de um quarto não chegou sequer a tocar na fasquia de 1 por cento. Destes, 32 registaram perdas.

Dos PPR com ganhos acima da média e focando nos que conseguiram aproximar-se dos 4% de rentabilidade – meta que faz sonhar com uma reforma mais desafogada –, apenas 115 renderam 3,9% ou mais. É neste grupo de eleição que se encontram as nossas duas Escolhas Acertadas.

Se quer saber quanto rende o seu PPR, faça as contas com o simulador da DECO. Em 99% dos casos compensa mudar a receita.

 

Investir cerca de 22 mil euros e reformar-se com 186 mil

Só há uma forma de conseguir um chorudo complemento de reforma: começar a poupar o mais cedo possível. Apostando no melhor produto, bem entendido.

Fizemos algumas contas. Cálculos estes que têm por base a rentabilidade passada dos produtos. Tomamos os rendimentos dos anos anteriores como indicadores de eficiência e de qualidade da gestão.

A nossa recomendação de fundos PPR rendeu 6,7% ao ano nos últimos cinco anos. Se aplicar 50 euros neste produto todos os meses, a partir dos 30 anos, e se aquele rendimento se mantiver durante os 37 anos que lhe faltam até à reforma, os 22 200 euros que aplicou crescem para cerca de 93 mil euros. Ou para 186 mil, se duplicar a poupança mensal.

Se aplicasse os mesmos 100 euros num depósito à taxa líquida de 0,9%, atualmente a melhor que se encontra do mercado, render-lhe-ia bem (mas bem) menos: 53 mil euros.

Qual o PPR certo?

Para saber se deve continuar a investir no seu PPR, vá a www.ganhemaisnoppr.pt e ponha-o à prova. Esta ferramenta permite comparar o rendimento dos últimos três anos dos quase 700 produtos do mercado, sob a forma de fundo e seguro.  Com o resultado da simulação, fica a conhecer o rendimento da sua aplicação e o das melhores propostas de fundos e seguros, e também se deve ou não transferi-la para outra mais vantajosa.

Para mais informações consulte este link.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Spotify reinventa (com humor) clássicos da música
Automonitor
Club MX-5 Portugal numa aventura pelos Vinhos do Alentejo