Tarraco. Tudo sobre o novo grande SUV da SEAT

O SEAT Tarraco é o maior SUV da marca. O seu habitáculo amplo inclui sete lugares e espaço para toda a família, mas também uma imagem moderna e sóbria.

O mundo dos SUV continua a fazer parte de uma moda que apenas tem vindo a crescer.

Há diversos fabricantes que se viram forçados a fazer parte deste mundo, sendo que alguns deles até já contam com modelos em gamas distintas, com tamanhos e capacidades que se conseguem ajustar da melhor forma possível ao número de pessoas que vivem em casa e aos locais onde desejamos ir em família.

No caso da SEAT, a sua família de SUV começou com a entrada do Ateca, o modelo de tamanho intermédio, seguindo-se o Arona, com um tamanho mais compacto. Agora, está na altura de conhecermos o maior SUV que a marca espanhola já teve. Chama-se Tarraco, uma designação inspirada no nome original da cidade de Tarragona, que foi a capital de Hispânia durante o Império Romano, e na preferência dos fãs da SEAT dos 134 países participantes nesta escolha.

Em termos de alinhamento com os outros SUV do Grupo VW, o SEAT Tarraco está no mesmo patamar de modelos como o Skoda Kodiaq ou o Volkswagen Tiguan Allspace. Tal como estes modelos, oferece uma lotação de sete lugares e conta com versões de tração dianteira ou integral. No caso da versão que nos foi facultada para este ensaio, trata-se do Tarraco com apenas duas rodas motrizes, equipado com a motorização 2.0 TDI de 150 cavalos e com o nível de equipamento Xcellence, o mais recheado de toda a gama.

A primeira impressão que temos, assim que vemos o Tarraco, é que o seu desenho consegue arrumar com alguma elegância as dimensões de todo o conjunto. Ainda assim, estamos a falar de um modelo com 4,7 metros de comprimento e 1,84 metros de largura. A altura supera 1,67 metros, se já contarmos com as barras longitudinais do tejadilho, e entre os eixos há quase 2,80 metros de distância, o que deixa adivinhar um habitáculo generoso em termos de espaço.

O segundo ponto que reparamos tem a ver com os traços da carroçaria e de elementos como as óticas, a que a SEAT tem dado tanta atenção nos últimos anos, criando uma imagem de família muito própria. O sistema de iluminação do SEAT Tarraco é totalmente em LED, tanto na dianteira como na traseira, sendo que na sua zona posterior já conta com a nova assinatura visual que a marca vai passar a incluir nos seus futuros modelos, com uma faixa vermelha refletora a unir as duas óticas.

Na frente, é a grelha de tamanho generoso com o logo da marca a condizer que se centra entre as duas óticas de tamanho mais compacto e agressivo, arrumadas numa zona acima do que é habitual, graças às dimensões do Tarraco. E, apesar do tamanho, o maior dos SUV da SEAT também paga Classe 1 nas portagens, mesmo quando não está equipado com um sistema de pagamento automático como a Via Verde.

Quando visto pela lateral, encontramos alguns dos vincos na carroçaria que associamos a outros modelos da marca, mas que, neste caso, estão integrados com o desenho das jantes de liga leve da unidade ensaiada, com um diâmetro de 20 polegadas.

Interior

Uma vez a bordo confirmamos de imediato que o tema espaço será algo de que vamos sempre falar num tom positivo, assim como a iluminação em todo o habitáculo, aqui beneficiada pelo teto de abrir panorâmico.

Na fila da frente, e no lugar do condutor, a posição de condução é muito boa, ainda que obviamente mais elevada que em outros modelos e com uma visibilidade um pouco acima do que também é habitual. A bordo do Tarraco, os materiais utilizados parecem ter uma boa escolha e a qualidade da montagem também merece uma nota de destaque, uma vez que, além da imagem cuidada e até uns furos acima do que se costuma encontrar nos modelos deste segmento, está também presente um cuidado elevado com o ambiente a bordo em termos acústicos.

Mesmo no centro do tablier e na zona superior deste, está presente um novo monitor com uma dimensão acima da que temos vindo a encontrar nos modelos da SEAT. Conta com comandos táteis e uma resolução mais elevada, que realça da melhor forma o mesmo grafismo já conhecido do resto da gama.

O painel de instrumentos também é totalmente digital e conta com diferentes modos de visualização, consoante o gosto de cada um. Se desejar, poderá ter o mapa do sistema de navegação a ocupar toda a sua área, mas também está presente um modo mais clássico, com o conta-rotações do lado esquerdo e o velocímetro do lado direito, com as informações do computador de bordo mesmo ao centro.

Voltando ao espaço, nesta versão do Tarraco estão presentes sete lugares a bordo, sendo que em todos eles é possível sentar um adulto. Nos assentos da terceira fila e como seria de esperar, o espaço disponível não será tão amplo como nos restantes cinco assentos, mas se os passageiros da segunda fila não se importarem de abdicar de uns centímetros do espaço para as pernas e chegarem este assento para a frente, a terceira fila passa a ser perfeitamente utilizável.

Não com o mesmo espaço que encontramos, por exemplo, num SEAT Alhambra, mas com uma amplitude suficiente para poderem ser utilizados em viagem. Nos restantes lugares, espaço é coisa que não falta e se lhe for incumbida a missão de ir buscar umas caixas de cartão a uma conhecida loja nórdica de mobiliário, poderá contar com o rebatimento de seis assentos a bordo do Tarraco, que deixam disponível uma área quase equiparável à de uma pequena sala.

Motor

A unidade ensaiada estava equipada com a motorização diesel de dois litros, na sua vertente de 150 cavalos, a única disponível para as versões de apenas duas rodas motrizes. Consegue ser económica em estrada, mas tanto em cidade como nas situações em que precisamos da comparência de quase todos os seus cavalos, o bloco 2.0 TDI já se mostra um pouco lento a reagir aos mais de 1700 quilos que o Tarraco pesa.

Na versão Xcellence, que aqui lhe mostramos, o equipamento de série é bastante completo, mas continuam a estar presentes alguns extras que fazem aumentar o seu preço final. Se conseguir abdicar de alguns, o preço de tabela desta versão do SEAT Tarraco 2.0 TDI Xcellence começa nos 44.463 euros. Para mais tarde, no entanto, já está prometida uma versão híbrida plug-in.

Veredito

O SEAT Tarraco é a nova aposta da marca espanhola para o mundo dos SUV e das famílias, a quem os sete lugares poderão dar muito jeito. O desenho da carroçaria é tipicamente SEAT, ainda que sem grandes arrojos, e o espaço a bordo é algo que nos surpreendeu pela positiva, assim como a qualidade dos materiais e a sua imagem mais cuidada.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Nestlé lança nuggets e hambúrgueres vegetarianos
Automonitor
Que carro compro agora? Ramón Calderón aconselha um carro a GNC