Última hora: Euribor não dá tréguas a quem crédito à habitação

A situação é difícil.

As taxas Euribor subiram hoje para novos máximos desde o início de 2009 a três, a seis e a 12 meses, avança a Lusa.

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação e que entrou em terreno positivo em 06 de junho, avançou hoje, para 2,368%, mais 0,008 pontos, um máximo desde janeiro de 2009, refere a Lusa, avançando que a média da Euribor a seis meses subiu de 1,596% em setembro para 1,997% em outubro.

A Euribor a seis meses esteve negativa durante seis anos e sete meses (entre 06 de novembro de 2015 e 03 de junho de 2022).

A Euribor a três meses, que entrou em 14 de julho em terreno positivo pela primeira vez desde abril de 2015, também subiu hoje, ao ser fixada em 1,908%, mais 0,010 pontos, um novo máximo desde fevereiro de 2009.

A taxa Euribor a três meses esteve negativa entre 21 de abril de 2015 e 13 de julho último (sete anos e dois meses).

A média da Euribor a três meses subiu de 1,011% em setembro para 1,428% em outubro.

Ler Mais


loading...
Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

78 − 73 =