10 formas de ajudar alguém que está a ter um ataque de pânico

Aprenda a tornar a situação menos aflitiva.

Os formigueiros, as tonturas, os tremores, a dificuldade em respirar e o aperto no peito é tão grande que chega a ser confundido com um enfarte. Os ataques de pânico são episódios de ansiedade intensa, mas, apesar de poderem ser muito assustadores, são momentâneos e não matam.

Para ajudar alguém a ultrapassar uma crise, a Clínica da Mente partilha 10 passos que deve ter em conta:

1. Não julgue

Não pense que “é fita”. As sensações são reais e o sofrimento da pessoa que está à sua frente também.

2. Leve a pessoa para um lugar seguro

Tudo o que ela precisa é de estar longe dos olhares curiosos.

3. Respire com ela

“Ensine-a” a respirar. Durante o ataque de pânico, não conseguir respirar correctamente é o mais aflitivo.

4. Fale devagar e pausadamente

Tente que a pessoa se concentre na respiração, lembrando-a que não está sozinha e que, não tarda, vai sentir-se melhor.

5. Diga-lhe que nada de mal vai acontecer

Faça questão de recordá-la que o que sente vai passar.

6. Explique-lhe que não vai morrer

Sempre com um tom tranquilo, mostre-lhe que está a conseguir superar a situação e que, dentro de breves momentos, tudo ficará bem. Nunca deixe de respirar com a pessoa: é no seu ritmo que ela se vai focar.

7. Leva-a para onde possa descansar e dormir

Se for essa a sua vontade, ajude-a.

8. Ligue-lhe mais tarde

Trate-a como sempre tratou.

9. Fale com ela sobre isso

Faça as perguntas que precisar, sem receios.

10. Diga-lhe que vai ficar tudo bem

Faça-a acreditar que vai superar esta fase como tantas outras pessoas o fizeram, a seu tempo, confiando nos profissionais.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Josefinas abre lojas pop-up em Braga e Lisboa
Automonitor
Lexus estreia primeiro elétrico UX 300e na China