Do salário ao carro: 7 dicas para conseguir fazer bons negócios

A prestação da Primeira-ministra do Reino Unido Theresa May nas negociações para a saída da União Europeia, o famoso Brexit, podem ser consideradas um exemplo de insucesso.

Saber negociar é uma habilidade que requer confiança e trabalho. Nem todos têm, mas cada um pode aprender, adquirir ou melhorar através da prática e repetição. Esta é uma competência importante em vários aspetos e situações da nossa vida, desde a negociação do preço de um carro, casa ou qualquer outro produto, a uma taxa para o seu ordenado, de um serviço que lhe peçam ou que possa vir a necessitar.

Em seguida, damos-lhe 7 dicas sobre como pode alcançar os resultados que deseja e ainda poupar algum dinheiro no processo.

1- Definir cedo as suas expectativas

No início da conversa, partilhe o seu ponto de vista e pode compensar aumentar as expectativas. Isto porque a conversa pode ficar à volta do resultado desejado e dificilmente se discute uma alternativa. Foque-se no todo e não em um ou dois items da conversa.

Por exemplo, na compra de um carro, negoceie o custo total do veículo, incluindo quaisquer complementos, em vez de pensar nos extras, como assentos de couro ou seguro adicional, como custos separados.

2- Esteja sempre preparado para negociar preços

Quem compra precisa estar confiante e conhecer os preços de determinado produto ou serviço, para poder regatear com o vendedor. Consegui-lo pelo preço mais baixo é sempre o objetivo e um desafio para um negociador nato.

Espere sempre que os vendedores possam não baixar o valor final, mas se por acaso ele se mostrar disponível para não aplicar o preço que esteja à mostra, aproveite e vá a “jogo”. Não se esqueça de construir um relacionamento com o vendedor. Seja simpático, educado e não avance logo direto para uma exigência.

3- Aumente o seu conhecimento do que deseja

Uma casa ou um carro é algo que já tem valores de grandes dimensões. Antes de avançar para a negociação dos seus preços, faça um trabalho de pesquisa sobre os mesmos. Lembre-se que conhecimento é poder e assim, dificilmente, o vendedor o pode apanhar na curva em algum pormenor que desconhece.

Estabeleça um preço realista e um limite superior, que não quer ultrapassar, até onde pode ir, com base numa pesquisa de preços dos imóveis da mesma área ou de outros stands automóveis com o mesmo carro que deseja. Precisa, também, de entender a motivação do vendedor.

Por exemplo, nas casas, uma boa dica é abrir a negociação com um preço 10 por cento menor do que o pedido, mas isso sempre depende do imóvel e da área específica.

4- Reúna evidências dos seus argumentos para a negociação do salário

Reúna exemplos específicos de como acredita que está a fazer o mesmo trabalho que outros colegas com diferentes funções e que por isso merece ser aumentado. No entanto, tem de ser capaz de fornecer evidências sólidas.

Se a sua empresa for grande o suficiente, veja se existe alguma evidência de disparidade salarial entre homens e mulheres dentro da empresa. A comprovar-se que é um dos casos, é mais provável que os líderes seniores ajam.

Por fim, esteja preparado para se afastar da empresa. Se acredita realmente que está a receber menos do que um colega pelo mesmo trabalho, isso provavelmente indica mais desigualdade em toda a empresa.

5- Certifique-se que todas as partes estão felizes

Em algumas negociações, nunca mais se lida com a mesma pessoa novamente. Mas em outros, precisa de trabalhar com eles e possivelmente voltar à mesa de negociações.

Concentre-se nos dois lados, tentar ser justo é uma posição fundamental, pois o incumprimento do acordado entre as partes pode criar uma impressão duradoura, além de poder implicar o insucesso da negociação.

6- Tenha uma noção do seu valor

Entrar numa negociação confiante da sua posição, com consciência do seu valor ou do valor dos produtos para si é essencial, independentemente do que esteja a negociar.

Por exemplo, os freelancers, em particular, precisam de conhecer o seu valor profissional e de ter uma ideia clara das taxas atuais. Porém, seja freelancer ou um contratado experiente, é importante que não venda o seu trabalho por pouco ou, por outro lado, que defina as suas taxas muito altas.

Em qualquer negociação precisa estar preparado para ter um diálogo aberto com o outro lado da mesa de negociação.

7- Lembre-se que uma negociação é dar e receber

Para poder ter o que deseja, tem de estar aberto a fazer algumas cedências. Caso contrário, vai apenas fazer uma lista de pedidos a alguém.

Se já decidiu os seus objetivos para a negociação, esteja preparado para conceder algo, que até pode não lhe agradar, mas isso pode significar a diferença entre ter o que quer e não.

Artigos relacionados
Comentários
Loading...