Budokon. Conheça o yoga que apaixona Jennifer Aniston

Esta modalidade é muito praticada pelas celebridades.

Em apenas alguns anos, o yoga conheceu tantas ramificações que é quase necessário um manual para as ver todas. Quando Jennifer Aniston disse que a sua figura invejável aos 50 anos se devia ao Budokon, muitas pessoas sentiram-se tentadas a ir procurar mais sobre esta modalidade que nasceu do yoga. Agora, a Forever Young dá-lhe a conhecer um exercício físico com resultados visíveis no corpo da atriz de Hollywood.

Com efeito, segundo o especialista Santiago Lautz, em declarações ao periódico espanhol El País, o Budokan é «uma adaptação do ioga ao estilo de vida ocidental ou uma antítese do próprio yoga». Todavia, esta disciplina, criada por Cameron Shayne, não se opõe totalmente ao yoga, pois combina alguns dos seus elementos e outros das artes marciais, «devido a uma necessidade de um yoga menos estático», explicou o professor de um estúdio em Madrid.

Budokon. Conheça o yoga que apaixona Jennifer Aniston
Foto: Facebook de Jennifer Aniston

Ora, o Budokan foi inspirado pelos movimentos harmónicos dos guerreiros de há 3.000 anos atrás e funde artes marciais japonesas e coreanas, como o karatê, o taekwondo e o tai chi. Ao contrário do yoga convencional, onde uma posição é alcançada e mantida por um certo tempo, as transições predominam no budokon. Além disso, inclui a calistenia e o movimento dos animais. O mestre explicou ao El País que «a calistenia é a coisa mais próxima da natureza, em que se trabalha com a forma do corpo para o qual foi concebido», em que o nosso corpo assume certas posições dinâmicas.

Em Portugal não se conhece um estúdio com aulas programadas de Budokon. No entanto, a Forever Young descobriu nas redes sociais (facebook), a existência de um evento, no Algarve de apresentação da disciplina ao público. A iniciativa decorre de 29 de setembro a 5 de outubro de 2019.

Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Nestlé lança nuggets e hambúrgueres vegetarianos
Automonitor
Que carro compro agora? Ramón Calderón aconselha um carro a GNC