Covid-19: Esta exposição homenageia os profissionais de saúde que estiveram na linha da frente

Projeto fotográfico “110 Retratos de uma Luta” de Marcus Garcia pretende dar rosto aos profissionais que há meses lutam para salvar vidas.

A exposição fotográfica integrada no projeto “110 retratos de uma luta”, da autoria de Marcus Garcia, em parceria com o Centro Hospitalar e Universitário de São João (CHUSJ), estará patente ao longo do mês de junho no MAR Shopping Matosinhos.

A exposição itinerante, que homenageia os profissionais de saúde que estiveram na linha da frente do combate à pandemia do novo coronavírus, ficará posteriormente patente no MAR Shopping Algarve entre julho e agosto.

São 110 retratos dos colaboradores do CHUSJ que estiveram na linha da frente do combate à Covid-19, captados durante os meses de junho a agosto do ano passado. A inspiração foram as imagens que, no período mais intenso da primeira vaga da pandemia em Portugal, vários meios de comunicação transmitiram de profissionais de saúde em cujos rostos eram visíveis os sinais de exaustão de horas, dias, semanas seguidas de esforço pessoal.

Humanizar e homenagear, não só os profissionais do CHUSJ, mas de todo o sistema nacional de saúde português, que quase perderam a sua identidade atrás de máscaras, fatos de proteção, viseiras, óculos, luvas e toucas, é o principal propósito da exposição.

Ao receber a exposição nos seus centros comerciais em Portugal, a Ingka Centres associa-se à homenagem. “Nos períodos mais críticos da pandemia, ouvimos vários responsáveis chamar de guerra a situação pandémica que vivemos. Se o que enfrentámos foi uma guerra, os profissionais de saúde foram os nossos soldados. Durante meses sacrificaram a sua vida pessoal para salvar a vida a desconhecidos. Quantos não passaram semanas e até meses sem estarem com os seus filhos? Homenageá-los desta forma é o mínimo que podemos fazer”, revela Sandra Monteiro, diretora-geral do MAR Shopping Matosinhos. “Este projeto surgiu da vontade de consciencializar a população para o esforço realizado pelos profissionais de saúde. Queria mostrar quem eram essas pessoas, ouvi-las, conhecê-las. Lutavam diariamente atrás das proteções que usavam, tornando-se quase incógnitas”,
explica Marcus Garcia, que recorreu à cor como elemento expressivo dos rostos.


loading...
Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

− 3 = 5