Desconforto pulmonar? Conheça os sinais e sintomas a que deve estar mais atento

Em tempos de Covid-19 é essencial que proteja alguns dos órgãos mais vitais de todo o seu organismo

Ao contrário do que acontece com outros órgãos do nosso corpo, a verdade é que normalmente é fácil perceber quando algo não está bem com os nossos pulmões. Torna-se mais simples detetar alguma irregularidade com a nossa respiração – atividade que fazemos permanentemente – do que com o funcionamento dos nossos rins ou cérebro, por exemplo.

No entanto é essencial conhecer bem os sintomas mais preocupantes de forma a poder reagir de forma adequada aos mesmos. Sobretudo agora que vivemos num mundo assolado por um coronavírus que “ataca” em particular os nossos pulmões e função respiratória torna-se ainda mais importante sabermos proteger estes órgãos vitais.

[Leia também: 5 alimentos essenciais para a saúde do seu coração, segundo uma especialista]

De maneira geral deve sempre monitorizar com atenção a forma como está a respirar. Especialmente nesta fase não é recomendado que ignore sintomas que interfiram com a sua capacidade respiratória e que possam comprometer o seu bem-estar.

Eis alguns dos sinais e sintomas a que deve estar mais atento.

 

  1. Tosse seca e persistente

Se estiver com uma tosse constante que parece não desaparecer independentemente do que faça, então o melhor é mesmo consultar um especialista. Especialmente se esta tosse for seca – e não envolver muco – isso poderá ser um sinal de coronavírus, pelo que deve redobrar a sua atenção. Neste momento o recomendado será que ligue para linha telefónica do SNS 24, de forma a receber indicações sobre como prosseguir.

  1. Dificuldade em respirar fundo

Caso perceba que está a registar uma dificuldade superior em respirar fundo, este poderá ser um sinal de uma doença obstrutiva pulmonar crónica (DPOC). Este é um problema que se desenvolve gradualmente ao longo do tempo e que está muito associado a um consumo regular de tabaco. À medida que se envelhece esta dificuldade respiratória terá tendência a agravar-se. Visto que a intensidade dos sintomas pode variar é importante que consulte um especialista médico capaz de fazer um diagnóstico adequado e delinear um tratamento.

  1. Falta de ar em momentos estranhos

É normal que em certos momentos do seu dia-a-dia possa sentir alguma falta de ar temporária, por exemplo após uma sessão de atividade física ou após subir um lance mais comprido de escadas. O que já não será tão normal é se este tipo de situação acontecer sem qualquer tipo de justificação. Caso perceba que está com falta de ar ao fazer tarefas comuns então isso poderá ser um sintoma de algo mais grave como uma fibrose pulmonar, uma DPOC ou até pode ser indicativo da existência de um tumor.

  1. Som agudo no momento de respiração

Ao inspirar ou expirar ouve algum tipo de som agudo semelhante a um apito? Este é um sinal que não deve nunca ser ignorado. Pode ser explicado por uma qualquer doença pulmonar, infeção respiratória, asma, entre outros. É importante que marque uma consulta com o seu médico de forma a perceber exatamente qual é o problema em questão.

  1. Dor frequente e constante no peito

Sendo certo que uma dor no peito pode ser frequentemente causada por algum problema na função cardíaca, é também verdade que esta pode ser explicada por algum problema nos pulmões. Por exemplo este é um sintoma comum em casos de cancro no pulmão, no qual o tumor pode gerar progressivamente uma maior pressão nos nervos ou causar um aperto do peito. Assim, sempre que registar algum tipo de dor no peito ao rir, tossir ou respirar, dê a devida atenção a este problema.

  1. Tossir sangue

Este é um sintoma que jamais deve ser ignorado. Tossir sangue é frequentemente sinal de algo grave que necessita de um cuidado imediato. O sangue pode ser proveniente tanto dos pulmões como dos tubos pulmonares e é um sintoma associado a situações graves como cancro pulmonar, tuberculose, bronquites, bronquiectasias ou pneumonia. Se começar a tossir grandes quantidades de sangue deve dirigir-se de imediato às urgências ou ligar para o INEM.

 

[Leia também: Vai ser possível diagnosticar a diabetes com uma só amostra de sangue]

 

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...