No Dia dos Avós vamos perceber como podemos ajudar os mais velhos a compreender a tecnologia

Ora veja.

Celebra-se hoje o Dia Mundial dos Avós e, para ajudar a desmistificar a tecnologia aos mais velhos, a SPC traz-lhe algumas dicas.

Segundo a Kaspersky, cerca de 41% dos utilizadores mais velhos portugueses admitem ter muito pouco conhecimento na área de tecnologia, mas não tem de ser assim: cada vez existem mais equipamentos criados a pensar especificamente nestas pessoas, sendo o mais user friendly possível.

Mas, além dos próprios equipamentos adaptados e simplificados, há sempre coisas que se pode fazer para ajudar os mais velhos a abraçar a tecnologia.

Os smartphones são fáceis de usar e podem ser os seus aliados

Muitas vezes recusamos o que não conhecemos, e isso passa-se com as pessoas mais velhas e a tecnologia. Se não a conhecem e não a sabem utilizar ou que vantagens pode trazer às suas vidas, é natural que logo à partida a recusem.

Com calma, mostre aos seus avós como é fácil usar um smartphone ou um telemóvel com câmara, que hoje em dia já têm várias funcionalidades especiais para a utilização por parte dos mais velhos.

Mostre como é fácil conversar por vídeo com um amigo que não veem há anos numa videochamada, ou ver fotografias dos seus outros netos no Facebook, mostrando assim o bom que a tecnologia tem para lhes oferecer.

Avise os seus avós para não aceitarem pedidos de ligação de alguém que não conheçam nas redes sociais, nunca enviarem informações pessoais via e-mail ou chat, e nunca clicar em ligações suspeitas.

Os dispositivos IoT permitem ter a casa em ordem sem sair do sofá

Ainda que estejam habituados a fazer as coisas de uma forma mais antiquada, quem é que não gosta de um pouco de comodismo de vez em quando? Mostre aos seus avós como a tecnologia pode ser uma grande mais-valia a nível de ajuda em casa e mesmo segurança.

Equipamentos de IoT, por exemplo, permitem saber o que se passa dentro de casa ainda que à distância, através de câmaras ou alarmes inteligentes; ou facilitar a vida, como sensores de portas e luzes que, interligados, permitem iluminar a sala de forma automática quando alguém entra, ou mesmo aspiradores inteligentes para ter a casa limpa sem se levantar da cadeira. Com todas estas vantagens, como serão capazes de recusar?

Comece por coisas básicas, sessões curtas de aprendizagem e equipamentos simples e grandes, como tablets

É sempre melhor começar com ensinamentos pequenos e ter várias sessões para não sobrecarregar os mais velhos com informações, por isso comece por mostrar-lhes como navegar na Internet e utilizar a tecnologia atual. Um tablet poderá ser uma boa opção, pois poderão sentir-se mais confortáveis com um ecrã e teclas maiores do que em aprender num smartphone.

Pode começar por uma videochamada em salas separadas, para que o ajude se necessário, ou em ajudá-lo a escolher a sua foto favorita e colocá-la como foto de perfil nas redes sociais. Mostre-lhe que pode usar o tablet para se entreter durante os intervalos das novelas!

Quando estiver a fornecer ajuda técnica para idosos, não lhes dê muito que fazer de uma só vez, ou eles poderão sentir-se sobrecarregados.

Faça pausas e incentive a tirar notas

À medida que vai ensinando mais coisas aos seus avós, e eles vão aprendendo lentamente, encoraje-os a escrever os vários passos. Forneça um caderno onde possam registar palavras-passe e nomes de utilizador, se for o caso, os passos necessários para tirar uma fotografia ou enviar um SMS, e todos os detalhes sobre como utilizar as suas aplicações. Se se perderem ou esquecerem de como fazer alguma coisa, podem avivar a sua memória a partir da sua própria caligrafia.

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
Loading...