Quer mudar de emprego? Siga estas 6 dicas (preciosas) nas redes sociais

Ignorar as redes sociais é perder uma ótima oportunidade para criar uma relação com empresas que o poderão querer contratar no futuro.

Cada vez mais empresas valorizam um candidato que sabe gerir a sua imagem nas redes sociais e uma das primeiras coisas que vão fazer quando receberem o seu currículo vai ser pesquisar as suas páginas pessoais.

Pensando nisto, o site Contas Connosco reuniu algumas regras essenciais de como usar as redes sociais para evoluir na carreira:

 

1. LinkedIn é ideal para comunicar com as empresas.

O LinkedIn é a rede social que as empresas mais utilizam e funciona como a sua carta de apresentação para os recrutadores. Ter um perfil no LinkedIn é obrigatório e nunca se deve esquecer de ter uma página pessoal atualizada e com as suas principais qualidades em destaque.

 

2. Trate o seu perfil online como um currículo virtual.

A sua presença nas redes sociais deve ser tratada como o seu currículo – deve ser organizada, clara e mostrar as capacidades que o tornam um bom candidato. Não inunde as suas páginas pessoais com conteúdo sem interesse. Nunca se sabe quando o seu perfil está a ser visto por uma empresa que o poderá contratar no futuro.

 

3. Facebook é para uso pessoal e privado.

Use a sua página no Facebook acima de tudo para se manter ligado aos seus amigos e partilhar momentos pessoais. A maioria das empresas não usa o Facebook para avaliar candidatos, mas algumas usam. Assim, não se esqueça de mudar as definições para que apenas os seus amigos consigam ver as suas publicações mais pessoais.

 

4. Esteja atento às suas definições de privacidade.

As regras para tornar as suas publicações privadas ou públicas estão constantemente a mudar. Esteja sempre atento a potenciais mudanças e não deixe que publicações que queria deixar privadas se tornem abertas a todos sem querer. Uma boa forma de saber que informação tem aberta ao público geral é fazer uma pesquisa no Google com o seu nome e ver o que aparece.

 

5. Publicações públicas devem ser positivas.

Nas poucas publicações que decidir tornar públicas, não se esqueça de ser sempre positivo. Comentários como “Odeio o meu trabalho” só vão piorar a sua imagem junto de empresas que o queiram contratar.

 

6. Se já está empregado, deve ter ainda mais atenção com o que publica.

Se é verdade que os recrutadores prestam atenção ao que escreve nas redes sociais, o seu patrão presta ainda mais. Comentários a queixar-se do trabalho podem ser vistos pelo seu chefe e ter consequências muito graves.

 

 

 

(artigo originalmente publicado no site Human Resources PT)

 

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...