Sabe como fazer pausas durante um dia de teletrabalho? Conheça as dicas dos especialistas

Trabalhar a partir de casa é um desafio. Saiba como encontrar o equilíbrio certo

Este período não tem sido fácil para ninguém. O surto de Covid-19 mudou as nossas vidas e trouxe consigo muita incerteza. Todos fomos obrigados a reajustar a nossa realidade.

O teletrabalho tornou-se numa das principais consequências desta pandemia. De um dia para o outro a maioria dos portugueses ficou obrigada a trabalhar a partir de casa. Sendo certo que a ordem agora é desconfinar, muitos serão aqueles que continuaram neste novo regime de trabalho, seja a tempo inteiro ou parcial.

Esta mudança obrigou a um enorme ajuste. Trabalhar a partir de casa é completamente diferente de trabalhar num escritório, junto de outros colegas. Se para algumas pessoas esta mudança foi mais simples – e até desejada – a verdade é que muito sentem dificuldade em gerir bem o seu dia.

[Leia também: O Zoom está a deixá-lo exausto? Conheça as explicações (e sugestões) dos especialistas]

Sendo certo que o teletrabalho tem inúmeros benefícios – tais como uma ausência de tempo no trânsito ou uma maior flexibilidade de horário -, existem também alguns pontos mais negativos. As reuniões Zoom, os emails intermináveis, a constante conexão e a ausência de um horário claro de saída do escritório têm afetado negativamente o bem-estar de muito trabalhadores que se sentem exaustos.

Quando trabalhamos a partir de casa, qualquer pausa ou intervalo pode parecer algo errado. Sentimo-nos culpados e ficámos ansiosos. No entanto estes intervalos são fundamentais e devem ser respeitados. Apenas com pausas frequentes podemos garantir que nos mantemos produtivos, energéticos e capazes de dar resposta aos desafios.

Para ajudar neste processo, o portal Psychology Today listou recentemente alguns conselhos que todos devem seguir para maximizar os resultados positivos destes pequenos intervalos.

 

  1. Qualquer tipo de pausa é melhor do que nenhuma pausa

Um estudo publicado na Applied Cognitive Psychology, realizou uma comparação direta entre 5 diferentes tipos de intervalos. Foi pedido a todos os participantes que se concentrassem numa tarefa que exigia a sua atenção durante 45 minutos. No meio, alguns participantes eram convidados a fazer uma pausa de 5 minutos, durante a qual poderiam escolher estar ao telefone, ouvir música, ver um vídeo, etc. Quando comparado com o grupo de participantes que não fez nenhuma pausa, a performance foi sempre melhor, independentemente da distração escolhida.

  1. Faça um tipo de pausa diferente do que faria no escritório

Normalmente quando estamos no escritório e queremos fazer uma curta pausa, o mais habitual é escolhermos ver um vídeo ou visitar as nossas redes sociais no smartphone. Estamos a trocar um ecrã (computador) por outro (telemóvel). Isto não é de todo ideal. Agora que está em casa procure fazer algo diferente, saia à rua, deite-se um pouco na cama, relaxe no sofá com o seu gato, etc. Experimente coisas que demonstrem os benefícios de estar em casa.

  1. Faça uma “micro-pausa”

Para ser eficaz uma pausa nem sempre tem que ser muito elaborada ou extensa. Por vezes basta um intervalo de 1 ou 2 minutos para recuperamos alguma da nossa energia e atenção. Experimente fazer uma tarefa monótona ou um jogo repetitivo durante este período.

  1. Privilegie intervalos durante a manhã

Um estudo publicado no Journal of Applied Psychology descobriu que os intervalos durante a manhã tendem a ser mais produtivos. Porquê? A razão parece estar relacionada com o facto de depois das 15 horas estarmos já algo cansados e desgastados. Este é o período ideal para fazer tarefas mais administrativas, que exigem menos trabalho mental. Durante a manhã, pelo contrário, é quando tendemos a ter mais energia e a ser mais produtivos.0Uma pausa às 11h por exemplo será ideal para recuperar os níveis de concentração que registou no início da manhã.

  1. Não quebre um ritmo positivo

Apesar deste tipo de pausa serem benéficas, é importante lembrar que nem sempre deve forçar-se a parar durante alguns minutos só porque sim. Se estiver num momento de enorme concentração, bastante produtivo, com ideias e pensamentos rápidos, então não deve quebrar esse ritmo. Aproveite esses momentos quando eles surgem. Utilize as pausas sempre que sente que o seu trabalho está a perder qualidade ou quando começa a sentir-se fatigado.

 

[Leia também: Covid-19. 5 coisas que provavelmente vão desaparecer dos nossos escritórios]

 

 

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
Loading...